Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Após cinco meses, rainha Elizabeth faz aparição pública e homenageia príncipe Philip

    Família real compareceu ao memorial do príncipe Philip nesta terça-feira (29); monarca de 95 anos entrou na Abadia de Westminister acompanha pelo príncipe Andrew

    A rainha Elizabeth II chega à Abadia de Westminster acompanhada pelo príncipe Andrew, duque de York
    A rainha Elizabeth II chega à Abadia de Westminster acompanhada pelo príncipe Andrew, duque de York Getty Images

    Kylie MacLellanda Reuters

    Ouvir notícia

    A rainha Elizabeth II fez sua primeira aparição pública em cinco meses nesta terça-feira (29) ao se juntar à família real e outros membros em um memorial em homenagem ao marido, o príncipe Philip, que morreu no ano passado.

    Philip, o duque de Edimburgo, que esteve ao lado de sua esposa por mais de sete décadas, faleceu em sua casa no Castelo de Windsor em abril – dois meses antes de completar 100 anos.

    Apenas 30 pessoas puderam comparecer ao seu funeral devido às regras sanitárias impostas pela pandemia de Covid-19.

    Uma das imagens mais marcantes do funeral de Philip foi a rainha sentada sozinha durante a cerimônia.

    Desta vez, o memorial realizado na Abadia de Westminster, em Londres, foi um evento muito maior, com a rainha se juntando a seu herdeiro, o príncipe Charles, seu filho William e sua esposa Kate e outros membros da família real, incluindo seus filhos.

    Reis e rainhas estrangeiros, amigos do falecido duque, políticos como o primeiro-ministro Boris Johnson, figuras militares e mais de 500 representantes de instituições de caridade e outras organizações que ele defendia também participaram da cerimônia.

    Rainha Elizabeth II no funeral de seu marido, Príncipe Philip
    Rainha Elizabeth II no funeral de seu marido, Príncipe Philip / Foto: Jonathan Brady/WPA Pool/Getty Images

    O Palácio de Buckingham disse que a rainha de 95 anos esteve ativamente envolvida no planejamento da homenagem.

    A própria monarca foi forçada a reduzir suas funções desde que passou uma noite no hospital em outubro e foi aconselhada a descansar.

    A ocasião também marcou o primeiro evento público para seu segundo filho, o príncipe Andrew, desde que ele fez um pagamento não revelado para encerrar um processo nos EUA por alegações de que ele agrediu sexualmente uma adolescente décadas atrás – ele nega as acusações.

    A rainha chegou por uma entrada lateral da Abadia para sua primeira aparição em público em cinco meses. Ela usava um vestido verde escuro, uma bengala e caminhava ao lado de Andrew.

    O príncipe Harry, que vive nos Estados Unidos com sua esposa Meghan, não compareceu ao culto após um desentendimento com o governo sobre proteção de segurança.

    “Uma vida longa vivida plenamente”

    “Um homem de rara habilidade e distinção, honrado e celebrado com razão, ele sempre desviou nossa atenção de si mesmo”, disse David Hoyle, o reitor de Westminster, sobre Philip.

    Philip, que se casou com Elizabeth em 1947 na mesma Abadia onde ela também foi coroada seis anos depois, ajudou sua esposa a adaptar a monarquia aos tempos de mudança da era pós-Segunda Guerra Mundial.

    A rainha já descreveu Philip, que era conhecido por sua atitude sensata e propensão a gafes ocasionais, como sua “força e permanência”.

    Forçado a criar um papel para si mesmo, pois não havia precedentes claros, ele se concentrou em ajudar os jovens por meio de competições e prêmios “Duke of Edinburgh”, além de promover questões ambientais.

    Foi “uma vida longa vivida plenamente”, disse Hoyle.
    O serviço para a vida do antigo modernizador real ocorre quando seu neto e futuro rei, o príncipe William, 38, também procura mover a monarquia para o futuro.

     

    A rainha Elizabeth II chega à Abadia de Westminster para homenagem ao príncipe Philip, que morreu em abril do ano passado / Foto: Getty Images

    *Com informações da CNN

    Mais Recentes da CNN