Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Após longa espera, brasileiros conseguem sair da Faixa de Gaza rumo ao Brasil

    A passagem de Rafah, fronteira entre o território palestino e o Egito, foi reaberta neste domingo (12), e viabilizou a entrada de 32 dos 34 brasileiros e familiares

    Da CNN

    Os brasileiros autorizados a deixar a Faixa de Gaza conseguiram cruzar a fronteira com o Egito e deixar o território palestino na manhã deste domingo (12), segundo o Itamaraty.

    Das 34 pessoas que pediram ao governo brasileiros para serem repatriadas – 24 brasileiros e 10 familiares palestinos próximos –, contempladas com autorização para sair de Gaza em lista divulgada na última quinta-feira (9), 32 atravessaram a passagem fronteiriça de Rafah pela primeira vez desde o início do conflito.

    Segundo o Itamaraty, duas pessoas do grupo que constavam da lista original desistiram da repatriação e decidiram permanecer em Gaza. Segundo apurou a CNN, duas brasileiras, mãe e filha, decidiram ficar no território palestino por motivos pessoais.

    Após a saída, o grupo de brasileiros fará um trajeto de 55 km por via terrestre até chegar ao aeroporto de Al-Arish, no Egito. É neste local onde uma aeronave da Presidência da República já espera os brasileiros, no Cairo, para fazer a viagem de volta ao Brasil.

    Além de suprimentos humanitários, o avião está tripulado com médico, enfermeiro e psicólogo que auxiliarão a todos.

    O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) pretende receber os brasileiros vindos da Faixa de Gaza na Base Aérea de Brasília.

    Fechamento da fronteira

    O embaixador Alessandro Candeas, representante do Brasil junto à Palestina, afirmou à CNN na manhã de sábado (11) que ainda não havia possibilidade de saída dos brasileiros e familiares da Faixa de Gaza devido aos ataques em grandes hospitais palestinos.

    Segundo Candeas, o pré-requisito para a abertura da fronteira para a evacuação dos estrangeiros contemplados com autorização para deixar o território palestino é a passagem de comboio de ambulâncias com feridos, que têm prioridade na fila para cruzar a fronteira.

    A logística de deslocamento das ambulâncias, porém, foi prejudicada após bombardeios em grandes centros de saúde palestinos.

    Hasan Rabee com grupo de brasileiros e familiares autorizados a deixar a Faixa de Gaza, em ônibus indo para a passagem de Rafah, na fronteira com o Egito, na sexta-feira (10) / Reprodução/Hasan Habee

    Um grupo de brasileiros e familiares já estava na fronteira em Rafah, enquanto um outro grupo veio de Khan Yunis, no sul de Gaza, mas chegou a retornar para casa após o fechamento da fronteira.

    Além dos 34 brasileiros já autorizados a deixar Gaza em lista divulgada na última quinta-feira, há um segundo grupo de cerca de 40 pessoas na região à espera de serem incluídas em uma próxima relação.

    A informação foi confirmada à CNN por integrantes do alto escalão do Itamaraty na sexta-feira (10).

    Veja também: Avião da Presidência e chegada no domingo (12): veja como brasileiros sairão de Gaza

    (Publicado por Gustavo Zanfer, com informações de Jussara Soares e Lucas Mendes, da CNN)