Após projeções apontarem vitória democrata, Trump joga golfe e Biden vai à missa

Alguns apoiadores do democrata Joe Biden seguravam cartazes em frente à entrada do campo de Trump, nos Estados Unidos

Luana Franzão*,

da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

No dia após as projeções apontarem para a vitória democrata nas eleições americanas, ambos os candidatos optaram pelo descanso. O período de votação terminou na terça-feira (3), mas a definição de um ganhador só foi revelada no sábado (7), com Joe Biden como presidente-eleito.

Biden foi à missa de domingo em uma igreja católica em Wilmington, Delaware, cidade onde vive. Após a declaração de vitória, que foi revelada a ele pelos netos, Biden fez seu primeiro discurso como futuro presidente na noite de sábado, onde pediu “união” e afirmou que fará um governo “para todos os americanos”.

Donald Trump, atual presidente dos EUA, preferiu não se dirigir ao eleitorado ou à imprensa, e comunicou sua insatisfação com os resultados da eleição via Twitter apenas. O republicano acredita que houve fraude nas eleições e falhas nas contagens de votos, e portanto, não reconhece Biden como vencedor. Na rede social, ele chegou a afirmar que venceu as eleições e foi o candidato mais votado da história dos Estados Unidos.

Trump repetiu neste domingo (8) a mesma atividade que praticava no momento em que a CNN projetou o adversário como vitorioso: jogou golfe. O presidente possui um campo para a prática do esporte em Sterling, no estado da Virgínia, próximo de Washington. O esporte é uma de suas atividades favoritas, a qual já foi visto praticando diversas vezes durante a presidência.

Leia também:
Melania Trump aconselhou marido a reconhecer derrota para Biden, diz fonte
Joe Biden: A longa trajetória do ex-vice de Obama no caminho até a Casa Branca
Influência de Trump no partido Republicano ainda será forte, diz Arko Advice

Alguns apoiadores do democrata Joe Biden seguravam cartazes em frente à entrada do campo de Trump, com o logo da chapa adversária e dizeres a favor do democrata. Apoiadores do republicano também estavam presentes e falavam a favor do presidente.

O dia aparentemente pacífico deve anteceder uma semana conturbada para ambos, pois Donald Trump promete recorrer à justiça para questionar os resultados das eleições, o que pode causar agitação nas próximas semanas.

*sob supervisão de André Rigue

Mais Recentes da CNN