Argentina: Após escândalo com vacinas, Carla Vizzotti assume Ministério da Saúde

Antigo titular renunciou depois de ter sido acusado de criar um centro de vacinação para amigos

A nova ministra da Saúde da Argentina, Carla Vizzotti
A nova ministra da Saúde da Argentina, Carla Vizzotti Foto: Divulgação/Ministerio de Salud de Argentina (28.ago.20)

Ouvir notícia

Carla Vizzotti assumiu neste sábado (20) o Ministério da Saúde da Argentina, pouco após a renúncia do antigo titular. 

Ginés González García abdicou do cargo nesta tarde depois de ter sido acusado de criar um centro de vacinação contra Covid-19 para seus amigos. O escândalo veio a público quando um jornalista disse ter recebido o imunizante após ligar para o chefe da pasta, que ele disse conhecer há muito tempo, afirmaram duas fontes do governo.

Vizzotti era secretária de acesso à Saúde. No Twitter, ela agradeceu ao presidente Alberto Fernández pela confiança e prometeu esforços para que a vacinação corra de acordo com os critérios sanitários. 

“A decisão do presidente é que levemos adiante o maior plano de vacinação da nossa história, com a maior celeridade e oferecendo a cada argentino e argentina a tranquilidade de que todas as vacinas serão administradas de acordo com critérios sanitários precisos”, escreveu.

“Por isso, fortaleceremos os dispositivos e ações que garantem a equidade no acesso que garantem a equidade no acesso às vacinas, monitorando o cumprimento do plano previsto”. 

Tópicos

Mais Recentes da CNN