Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Ataque russo em Kharkiv deixa pelo menos quatro mortos e dezenas de feridos

    Autoridades ucranianas dizem que bombas guiadas atingiram loja de construção

    O ataque mortal ocorreu em meio a um novo avanço russo no norte da Ucrânia.
    O ataque mortal ocorreu em meio a um novo avanço russo no norte da Ucrânia. Valentyn Ogirenko/Reuters via CNN Newsource

    Maria KostenkoRadina Gigovada CNN

    Pelo menos quatro pessoas foram mortas e outras 16 estão desaparecidas depois que um ataque russo atingiu uma grande loja de ferragens em Kharkiv, na Ucrânia, neste sábado (25), segundo autoridades. Dezenas de pessoas ficaram feridas.

    “Duas bombas aéreas guiadas russas atingiram um hipermercado de construção em Kharkiv. De acordo com relatórios atualizados, duas pessoas foram mortas”, disse Oleh Syniehubov, chefe da administração militar regional de Kharkiv, em postagem no Telegram.

    “Serviços especializados estão respondendo ao local. Todos os feridos estão recebendo assistência”, disse Syniehubov. “Não há um único alvo militar por perto”, acrescentou.

    O prefeito da cidade de Kharkiv, Ihor Terekhov, disse aos jornalistas que havia cerca de 200 pessoas no prédio no momento do ataque e que as autoridades não conseguiram entrar em contato com cerca de 15 funcionários da loja.

    O presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, chamou o ataque de “brutal” em um post no X, dizendo que 200 pessoas poderiam estar lá dentro.

    O ministro do Interior da Ucrânia, Ihor Klymenko, disse que “quantidades significativas de materiais inflamáveis” dentro do hipermercado estão tornando “complicado” o combate a incêndios, acrescentando que existe também a possibilidade de o fogo se espalhar ainda mais para armazéns próximos.

    “Ao mesmo tempo, há uma ameaça constante de repetidos bombardeios inimigos”, disse Klymenko.

    O ataque ocorre num momento em que as forças russas continuam a avançar na região de Kharkiv, depois de cruzarem a fronteira norte no início deste mês e abrirem uma nova frente no conflito.

    Sete pessoas foram mortas em ataques russos na cidade na quinta-feira (23), depois que locais como uma gráfica foram atacados.

    Após o ataque de sábado, Zelensky reiterou que “se a Ucrânia tivesse sistemas de defesa aérea suficientes e aviões de combate modernos, tais ataques russos teriam sido impossíveis”.

    “É por isso que apelamos a todos os líderes, a todos os estados: precisamos de um fortalecimento significativo da defesa aérea”, disse ele.

    “Esta é uma tarefa que deve ser cumprida e só pode ser feita em conjunto com o mundo. Todos os dias apelamos ao mundo: dê-nos defesa aérea, salve as pessoas. Cada decisão retida sobre o apoio significa a perda do nosso povo”, acrescentou Zelensky.

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original