Atirador mata policial e 9 civis em ataque a mercado do Colorado, nos EUA

Caso aconteceu em uma loja da rede King Soopers, na cidade de Boulder, cerca de 45 km a noroeste de Denver; suspeito ferido foi detido pelas autoridades

Tiago Tortella*, da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

Dez pessoas, incluindo um policial, foram mortas na segunda-feira (22) depois que um homem armado abriu fogo em um supermercado na cidade de Boulder, no Colorado.

O caso aconteceu em uma loja da rede King Soopers, em um shopping center com um centro comercial de dois andares anexo. Forças policiais de Boulder, de Broomfield (cidade vizinha), a Swat e até o FBI foram até o local para atender o caso.

Um suspeito está sob custódia, disse a chefe da polícia de Boulder, Maris Herold, mas as autoridades não divulgaram nenhuma informação sobre sua identidade, tipo de arma usada ou qualquer possível motivo.

“Trabalharemos contra o relógio para conseguir essas informações”, disse ela, acrescentando que uma investigação tão complexa levará pelo menos cinco dias para ser concluída.

Entre os mortos está Eric Talley, de 51 anos, membro da polícia de Boulder desde 2000, que foi o primeiro a chegar ao supermercado para atender o caso.

Talley tinha sete filhos e estava procurando um emprego menos perigoso, de acordo com seu pai.

Um homem visto ensanguentado e mancando ao ser levado pela polícia algemado foi preso sob suspeita de ser o responsável pelas mortes. Ele não foi identificado publicamente pelas autoridades.

De acordo com a imprensa local, ele teria dito para a polícia que agiu sozinho e estava armado com um fuzil.

Um porta-voz da rede de supermercados chamou o ocorrido de “ação violenta insensível” e disse que a empresa colabora com a polícia para revelar os motivos do ataque.

Pelo menos uma pessoa foi transportada para o Boulder Community Health, disse o porta-voz Rich Sheehan à CNN, mas o estado de saúde dela não foi informado.

Tiroteio no Colorado
Foto: CNN

Linha do tempo

Às 17h49, no horário de Brasília, a polícia de Boulder fez o seguinte tuíte: “Atirador ativo no King Soopers em Table Mesa. EVITE A ÁREA.”

Cerca de duas horas depois, uma nova mensagem pedia às pessoas para ficarem em casa enquanto os agentes investigavam denúncias de um “indivíduo armado e perigoso” em outra região da cidade. Essa denúncia, porém, não estava relacionada ao tiroteio, de acordo com a polícia de Boulder.

Policiais e bombeiros foram vistos no teto da loja. Outras dezenas de viaturas ficaram no estacionamento do local até a situação estar sob controle.

Dois jovens afirmaram que estavam na loja quando ouviram os primeiros tiros. O homem disse a KMGH que ouviu um tiro e, alguns segundos depois, vários outros estrondos.

“Eu corri imediatamente até ela e saímos daqui e abrimos a porta de emergência”, disse um deles. Ele disse que voltou para ficar perto de uma porta de saída de emergência e ajudar as pessoas a sair e que não viu o atirador.

O governador do Colorado, Jared Polis, se pronunciou por meio do Twitter: 

“Meu coração está partido enquanto observamos este evento indescritível se desenrolar em nossa comunidade de Boulder. Estamos disponibilizando todos os recursos de segurança pública para auxiliar o Departamento do Xerife do Condado de Boulder”, escreveu Polis.

Com informações da CNN Internacional e da Reuters

(*Sob supervisão de Evelyne Lorenzetti)

Mais Recentes da CNN