Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Autoridade ucraniana acusa Rússia de roubar 600 mil toneladas de grãos

    Segundo Denys Marchuk, alimento foi levado até a Crimeia antes de ser transportado para o Oriente Médio

    Navios graneleiros russos têm capacidade de 30 mil toneladas métricas de grãos
    Navios graneleiros russos têm capacidade de 30 mil toneladas métricas de grãos Maxar

    Mariya Knightda CNN

    Na quarta-feira (8), um funcionário ucraniano acusou a Rússia de roubar cerca de 600.000 toneladas de grãos da Ucrânia que, segundo ele, foram posteriormente transportados para o Oriente Médio.

    Em um comunicado, Denys Marchuk, vice-presidente da União Pública do Conselho Agrário da Ucrânia, afirmou que os grãos foram roubados de regiões ocupadas pelas forças russas no sul do país.

    Marchuk alegou que o alimento foi transportado para o porto de Sebastopol, na Crimeia, antes de ser enviado para o Oriente Médio.

    Casos criminais foram abertos “para exigir através dos tribunais internacionais que a Rússia indenize aqueles que foram afetados por essas ações”, disse Marchuk.

    Ele chamou as ações russas de “uma operação bem planejada pelos ocupantes”. A Rússia ainda não respondeu à acusação de Marchuk.

    A CNN informou anteriormente que comboios de caminhões foram vistos transportando grãos de fazendas e silos no sul da Ucrânia para a Crimeia. As autoridades ucranianas estimaram em maio que as forças russas em áreas ocupadas haviam apreendido mais de 400.000 toneladas de grãos.

    A CNN não pode verificar de forma independente quantos grãos a Rússia transportou para fora da Ucrânia.

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original