Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Biden comete gafe e chama Zelensky de “Vladimir” na cúpula da Otan

    Presidente ucraniano tem como principal adversário o líder russo Vladimir Putin, que mantém a guerra na Ucrânia desde fevereiro de 2022

    Joe Biden comete gafe ao chamar Zelensky de "Vladimir" em discurso durante cúpula da Otan na Lituânia.
    Joe Biden comete gafe ao chamar Zelensky de "Vladimir" em discurso durante cúpula da Otan na Lituânia. Reprodução

    Gustavo Zanferda CNN

    Em última gafe, o presidente dos EUA, Joe Biden, chamou Volodymyr Zelensky de “Vladimir” em encontro com líderes na cúpula da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) na quarta-feira (12), na Lituânia.

    O presidente ucraniano tem como principal adversário o líder russo Vladimir Putin, que mantém a guerra na Ucrânia desde fevereiro de 2022.

    “Vladimir e eu… eu não deveria estar tão familiarizado [com o nome do oponente]”, disse Biden durante entrevista coletiva com líderes da cúpula.

    O presidente americano imediatamente se corrige: “Senhor Zelensky e eu conversamos sobre o tipo de garantias que poderíamos oferecer enquanto eu estivesse na Ucrânia e quando nos encontrássemos em outros lugares”.

    Ao lado de Biden, o primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, e outros líderes esboçam um sorriso após a gafe.

    VÍDEO – À CNN, Biden defende envio de bombas de fragmentação à Ucrânia

    Em outras ocasiões, Biden já fez diversas declarações incorretas sobre a Ucrânia, como durante discurso sobre o State of the Union – ou Estado da União, relatório apresentado pelo presidente na presença do Congresso – em 2022, quando o presidente troca “ucranianos” por “iranianos”.

    “Putin pode circundar Kiev com tanques, mas nunca conquistará os corações e as almas do povo iraniano”, disse.

    No mesmo ano, Biden acidentalmente troca a região ucraniana de Kherson por “Fallujah” – um local de batalha durante a guerra do Iraque.

    Com 80 anos de idade, Joe Biden é o presidente mais velho da história dos Estados Unidos.

    Apesar dos rumores sobre sua saúde física e mental, Biden anunciou que concorrerá à reeleição em 2024. Se reeleito, o presidente encerrará seu segundo mandato aos 86 anos.