Biden diz não ter certeza de quem está por trás do último ataque de ransomware

O malware REvil atingiu uma ampla gama de empresas de gerenciamento de TI e comprometeu centenas de seus clientes corporativos

Foto: Kevin Lamarque/Reuters (4.jun.2021)

Trevor Hunnicutt, da Reuters

Ouvir notícia

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, disse neste sábado (3) que o “pensamento inicial” do governo dos EUA é que os hackers russos não estão por trás de um sofisticado ataque de ransomware que atingiu centenas de empresas americanas.

Biden afirmou não ter certeza de quem está por trás do ataque. “O pensamento inicial era que não era o governo russo, mas ainda não temos certeza”, disse ele.

O democrata disse que instruiu as agências de inteligência dos EUA a investigarem, e os Estados Unidos responderão se determinarem que a culpa é da Rússia.

Novo ataque de ransomware tem como alvo principal fornecedor de TI dos EUA

Oficiais cibernéticos dos Estados Unidos estão rastreando um novo grande ataque de ransomware pelo mesmo grupo que atingiu o fornecedor de carne JBS Foods.

Desta vez, o malware REvil atingiu uma ampla gama de empresas de gerenciamento de TI e comprometeu centenas de seus clientes corporativos.

A gangue cibercriminosa, que supostamente opera na Europa Oriental ou na Rússia, teve como alvo um importante fornecedor de software conhecido como Kaseya, cujos produtos são amplamente usados por empresas de gerenciamento de TI, disseram especialistas em segurança cibernética.

Este último ataque de ransomware já eliminou pelo menos uma dúzia de empresas de suporte de TI que contam com a ferramenta de gerenciamento remoto da Kaseya chamada VSA, disse Kyle Hanslovan, CEO da empresa de segurança cibernética Huntress Labs. Em pelo menos um caso, disse Hanslovan, os hackers exigiram um resgate de US$ 5 milhões.

Mais Recentes da CNN