Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Bombardeios atingem áreas de Luhansk ocupadas pela Rússia

    Imagens dos ataques foram divulgadas por meio de vídeos nas redes sociais; esta semana a Ucrânia recebeu do Reino Unido os avançados mísseis de cruzeiro Storm Shadow 

    Postagem mostra fumaça cobrindo os céus de Luhansk, em vídeo postado nas redes sociais
    Postagem mostra fumaça cobrindo os céus de Luhansk, em vídeo postado nas redes sociais LuhanskOblast/Twitter

    Tim ListerDarya TarasovaJulia Kesalevada CNN

    Explosões foram relatadas na cidade de Luhansk, no leste da Ucrânia, que é ocupada por forças russas e é um centro significativo para a chamada “operação militar especial” de Moscou, de acordo com contas e vídeos nas redes sociais.

    O chefe da autodeclarada República Popular de Luhansk, Leonid Pasechnik, culpou a Ucrânia pelo ataque, chamando-o de “outra tentativa do regime terrorista de Kiev de intimidar civis”.

    “Os bombeiros e todos os serviços de emergência estão no local. As circunstâncias do incidente e informações sobre as vítimas estão sendo especificadas”, disse ele.

    Pasechnik disse que o distrito de Leninsky da cidade foi bombardeado no “Dia da República”, que é um feriado na região separatista.

    A cidade raramente foi atacada pelas forças ucranianas desde a invasão da Rússia, pois está além do alcance de seus sistemas de mísseis e foguetes de longo alcance, como o Himars.

    Uma conta do Telegram disse que houve duas explosões e que a fumaça era visível sobre a cidade. Um vídeo postado online mostra uma grande coluna de fumaça preta.

    A agência de notícias russa Tass citou um ex-oficial em Luhansk dizendo que “pela primeira vez as forças armadas ucranianas usaram mísseis com alcance de 150 quilômetros (cerca de 93 milhas)”, depois de pelo menos duas explosões na cidade na sexta-feira. A Tass citou um tenente-coronel aposentado da Milícia da República Popular de Luhansk, Andrei Marochko, mas disse que não houve confirmação oficial da informação.

    O Reino Unido anunciou esta semana que os mísseis de cruzeiro Storm Shadow foram transferidos para a Ucrânia. Eles são tipicamente lançados do ar.

    A Ucrânia não fez comentários sobre qualquer ataque contra as forças russas em Luhansk.

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original