Brasileira diz que estaria em metrô de NY alvo de ataque: “Hoje calhou de eu atrasar”

À CNN Rádio, a atriz Maitê Záquia, que mora há seis anos em Nova York, disse que cidade está “o maior caos” após ataque

Amanda GarciaBel CamposLudmila CandalLarissa Coelhoda CNN

Em São Paulo

Ouvir notícia

A brasileira Maitê Záquia estava se arrumando para sair de casa e pegar a estação de metrô da 36th Street, em Nova York, no momento em que o local foi alvo de ataque a tiros nesta terça-feira (12).

Até o momento, são 13 feridos, com ao menos 5 atingidos pelos disparos. Uma pessoa estaria em estado crítico.

“Estou a uma estação da 36th [onde aconteceu o ataque], estou nela todos os dias no mesmo horário que aconteceu tudo, hoje calhou de eu atrasar”, contou, em entrevista à CNN Rádio.

Ela foi orientada a ficar em seu apartamento e disse que todos estão assustados. “Está o maior caos, muita gente na rua, sirene o tempo todo e trânsito parado.”

Maitê é atriz e mora há 6 anos em Nova York e afirmou que se sente segura em Nova York, embora tenha tido alguns sustos nesse tempo: “Não tem um lugar que você vá que não tenha um policial, é uma cidade em que me sinto segura, mas às vezes essas coisas acontecem, já passei por outros sustos também.”

“Esse está um pouco mais tenso por ser uma rota que eu uso, era para eu estar lá, está sendo um pouco mais complicado”, completou.Sobre a estação que foi alvo de disparos, Maitê a classifica como “muito movimentada”: “É uma linha única que passa em todos os bairros, pega todo mundo para ir para Manhattan, é uma linha bem cheia.”

De acordo com informações preliminares da polícia de Nova York, um homem, possivelmente usando uma máscara de gás e colete laranja, fugiu do local.

A energia foi cortada para as linhas de trem N e R enquanto a polícia investiga a situação.

Mais Recentes da CNN