Buenos Aires decreta uso obrigatório de máscaras

Capital Argentina multará aqueles que descumprirem a medida que exige o uso de proteção

Mulher usa máscara em hospital de Buenos Aires, capital da Argentina, após a confirmação da primeira morte por coronavírus na América Latina
Mulher usa máscara em hospital de Buenos Aires, capital da Argentina, após a confirmação da primeira morte por coronavírus na América Latina Foto: Mariana Greif - 7.mar.2020/Reuters

Leonardo Lopes

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

A partir desta quarta-feira (15), o uso de máscaras de proteção facial será obrigatório na capital da Argentina. Aqueles que não utilizarem o acessório ao entrar e permanecer em comércios onde há atendimento ao público estarão sujeitos a multas que variam entre 150 e 1200 dólares.
 
De acordo com o prefeito de Buenos Aires, Horacio Rodríguez Larreta, a medida foi tomada com base em estudos que indicam uma grande participação de indivíduos assintomáticos nas transmissões do novo coronavírus.

“Pode haver pessoas na rua que estão infectando outras sem que saibam, por isso o uso de máscaras é muito importante”, declarou em coletiva de imprensa onde oficializou o anúncio.

 
Leia também:
Argentina endurece quarentena e vive cenário de incerteza na economia

Argentina estende período de quarentena até 26 de abril em grandes cidades

Até a medida entrar em vigor, haverá medidas de conscientização nas ruas para que todos comecem a utilizar as máscaras. A partir de meia noite da quarta-feira (15), será implementada uma “fiscalização efetiva” para que a norma seja cumprida.
 
Um dos locais de fiscalização serão as estações de transporte público – que voltarão a circular em fluxo normal em dias úteis. Aqueles que não estiverem com máscaras não poderão embarcar em ônibus, trens e metrô.
 
Mesmo com a obrigatoriedade do uso, segue vigente a proibição da comercialização de máscaras N95 pelo governo local devido a escassez deste tipo de equipamento. A compra deste modelo específico está restrita a funcionários da saúde. 
 
As autoridades e diversos veículos de comunicação argentinos estão incentivando a produção de máscaras caseiras para proteção pessoal.

Mais Recentes da CNN