Busca por vítimas em desabamento na Flórida pode ser prejudicada por tempestade

Tempestade Elsa pode passar por Surfside entre domingo e segunda-feira; possibilidade de desabamento do restante do prédio preocupa equipes de resgate

Madeline Holcombe, da CNN

Ouvir notícia

Após dias de esforços de resgate, as equipes de busca enfrentam novos desafios com a previsão de uma tempestade e a ameaça de desabamento do restante do edifício de condomínio, em Surfside, Flórida.

Equipes de resgate têm vasculhado até 5 metros de concreto desde que parte das Champlain Towers South desabou na quinta-feira (24) passada. Até agora, 18 pessoas foram confirmadas como mortas e 145 pessoas ainda estão desaparecidas.

Mas as preocupações com a integridade das partes do edifício que ainda estão de pé podem adicionar outro nível de dificuldade aos meticulosos esforços de resgate.

O trabalho foi interrompido durante grande parte da quinta-feira, enquanto os engenheiros avaliavam a estrutura ainda em pé.

O acesso à zona de colapso foi então restrito devido a questões de segurança, mas os engenheiros estão conduzindo testes para expandir a busca em mais áreas à medida que se torna seguro fazê-lo, disse a prefeita de Miami-Dade, Daniella Levine Cava, na noite de quinta-feira.

“Nossos bombeiros pareciam muito, muito inquietos para voltar lá”, disse ela, acrescentando: “Estou grata pelo trabalho árduo que retomou os esforços busca e resgate”.

As autoridades estimam que podem levar semanas até que o resto do prédio seja demolido.

No entanto, o bombeiro estadual Jimmy Patronis disse que a demolição “pode ser mais cedo do que esperamos” por causa do equipamento mais pesado necessário e potenciais complicações para o peso que mantém as seções imóveis no lugar.

“O momento ainda não foi determinado, mas para completar o que é preciso, para terminar a missão, o prédio terá que ser destruído”, disse. “É um risco muito grande.”

Outro obstáculo de tempo é que a tempestade tropical Elsa tem Surfside em seu trajeto previsto. O Diretor da Divisão do Escritório de Gerenciamento de Emergências, Charles Cirillo, disse que o condado enfrenta o risco de chuvas fortes e ventos fortes de Elsa de domingo à noite até segunda-feira de manhã.

Outros edifícios a serem avaliados

As equipes que estão passando pelos escombros ainda não encontraram um gatilho para o desabamento. E enquanto os investigadores procuram o que causou o colapso, as autoridades municipais estão trabalhando para evitar danos em outros lugares.

A cidade de Surfside solicitou que todos os edifícios com mais de 30 anos e mais de três andares de altura comecem a examinar suas estruturas antes do programa de recertificação de edifícios de 40 anos, disse uma carta aos proprietários na quinta-feira (1).

Os edifícios precisarão contratar um engenheiro estrutural registrado para realizar uma análise do edifício e também serão solicitados a contratar um engenheiro geotécnico registrado “para realizar uma análise da fundação e do solo subterrâneo.”

Os reparos nas Champlain Towers South, como parte do processo de recertificação de 40 anos, haviam acabado de começar quando o colapso aconteceu.

Houve alguns relatos de desgaste e danos ao prédio nos anos que antecederam o desabamento, e alguns funcionários e residentes acusaram o prédio de não fazer o suficiente para evitar o incidente.

Desabamento na Flórida
Operações de resgate nos escombros do desabamento de parte da Champlain Tower, em Surfside, na Flórida
Foto: Tayfun Coskun/Anadolu Agency via Getty Images

Uma ação judicial em nome de uma família que está processando a associação de condomínios Champlain Towers South alega que os Consultores Morabito, que realizaram uma análise estrutural do edifício em 2018, não fizeram o suficiente para manter os ocupantes seguros ao não examinarem a fundação subterrânea do edifício.

A ação foi movida pelos advogados da família de Harold Rosenberg, que permanece desaparecido, e alega ainda que após o relatório de 2018 ter sido concluído a associação do condomínio e os Consultores da Morabito deveriam ter apresentado um relatório por escrito à cidade de Surfside certificando que o condomínio era estruturalmente seguro. “O relatório Morabito não certificou que o edifício ‘é estrutural e eletricamente seguro para ocupação contínua'”, afirma o processo.

“Em vez disso, em uma aparente tentativa de lavar seus fracassos na esteira desta tragédia, o Réu Morabito apresentou este relatório…aproximadamente 16 horas depois que o edifício Champlain Towers South desabou”, afirma o processo, referindo-se a um documento protocolado junto ao cidade de Surfside em 24 de junho.

O relatório foi conduzido pelo engenheiro Frank Morabito para a associação do condomínio como parte do processo de recertificação de 40 anos da Champlain Towers South.

Em uma declaração à CNN, um porta-voz da Consultores Morabito, disse: “Embora não possamos comentar sobre litígios ativos ou pendentes, o relatório da empresa de 2018 para a Champlain Towers South Condominium Association ofereceu conclusões detalhadas e recomendações sobre reparos estruturais extensos e necessários para o condomínio edifício. Continuamos a trabalhar em estreita colaboração com as autoridades investigadoras para entender por que a estrutura falhou e estamos orando pelas famílias e entes queridos de todos os que foram afetados por este trágico evento.”

Visita emocionante de Biden

Na quinta-feira, o presidente Joe Biden e a primeira-dama Jill Biden se reuniram com os profissionais de busca e resgate, socorristas e algumas famílias das 145 pessoas ainda desaparecidas.

“Infelizmente, estive em muitas circunstâncias em que me encontrei com famílias que sofreram grandes perdas”, disse o presidente após a reunião de três horas.”E o que me surpreendeu desta vez foi a resiliência, o compromisso absoluto, e a disposição das pessoas para fazer o que for preciso. “

Ele acrescentou: “Saí impressionado com a força deles”.

Joe e Jill Biden em desabamento na Flórida
Joe e Jill Biden conversam com famílias das vítimas do desabamento
Foto: Joe Raedle/Getty Images

“As famílias aqui são muito realistas – elas sabem que o tempo está passando”, disse ele, com a voz falhando.

Ele observou que a equipe local da Agência Federal de Gestão de Emergências (Fema, na sigla em inglês) levou todas as famílias dos desaparecidos ao local do colapso para vê-lo de perto, descrevendo detalhes dolorosos.

“Eles são todos realistas. Todos olham e veem aqueles pisos – são literalmente metros de cimento sobre cimento sobre cimento”, disse ele. Isso não sugere que os esforços devem parar, disse ele.

Steve Rosenthal, cujo condomínio ficava a uma unidade de onde o prédio desabou, disse que a visita de Biden aos sobreviventes e às famílias dos desaparecidos foi “muito edificante”.

Ele disse a Poppy Harlow da CNN: “Devia haver 200 pessoas naquela sala. E ele andava por aí e falava com cada pessoa. E enquanto aquela pessoa falava com ele, ele ouvia. E não estou embelezando isso em tudo. Se uma pessoa falou por seis minutos, ela sentou-se lá e ouviu por seis minutos.”

(Texto traduzido. Leia o original em inglês).

Mais Recentes da CNN