Cadela espera 6 dias na porta de hospital enquanto dono se recuperava na Turquia

Mesmo levada para casa algumas vezes, a cachorrinha Boncuk dava um jeito de retornar à frente do hospital em que seu dono, Cemal Senturk, estava internado

Boncuk, fotografada com Cemal Senturk
Boncuk, fotografada com Cemal Senturk Foto: Medical Park Hospital/ Reprodução

Por Niamh Kennedy e Sara Spary, da CNN

Ouvir notícia

 

Dizem que o cão é o melhor amigo do homem – e esse foi definitivamente o caso de um paciente de um hospital no nordeste da Turquia, cujo fiel animal de estimação esperou na entrada por seis dias até que ele recebesse alta.

Quando Cemal Senturk, com um problema no cérebro, foi transferido de ambulância para o Hospital Medical Park em Trabzon, em 14 de janeiro, sua cadela, Boncuk, escapou de seu apartamento e o seguiu até a instalação, onde ela esperou pacientemente todos os dias.

A equipe do hospital informou à família de Senturk sobre o paradeiro da amiga canina.

 

Boncuk foi então levada de volta para casa, mas conseguiu escapar novamente – e voltou ao hospital todos os dias, contou Murat Ercan, o diretor do centro internacional de pacientes do hospital, à CNN.

O hospital disse que o apartamento de Senturk ficava perto e que a família não tinha certeza de como a cachorra continuava fugindo.

“‘Boncuk o seguiu até o portão do hospital e se recusou a sair por seis dias até que seu dono tivesse alta”, disse Ercan em um comunicado.

“Mesmo com a família (levando) Boncuk de volta para casa, ela conseguiu escapar todos os dias para esperar no portão do hospital.”

Para tentar tranquilizá-la e confortá-la, Senturk comunicou-se com Boncuk pela janela durante sua estada nas instalações. Mas sua dedicada amigo de quatro patas se recusou a partir até que Senturk o fizesse.

Durante sua vigilância, a cachorrinha conquistou o carinho da equipe do hospital, que a alimentou e cuidou dela, acrescentou Ercan.

“Cemal Senturk está com Boncuk há nove anos e também afirmou que sentiu muito a falta dela durante sua estada no hospital”, disse ele.

“Depois que ele foi liberado para sair, ele encontrou a cachorrinha no portão do hospital. Boncuk se comportou muito bem durante os seis dias e ganhou o amor e o carinho de toda a equipe.”

Tópicos

Mais Recentes da CNN