Capital sul-coreana proíbe música agitada em academias como prevenção à Covid

Medida visa impedir respiração ofegante em atividades intensas que podem respingar muita saliva

Academia de ginástica
Academia de ginástica Foto: Unsplash/Danielle Cerullo

Gawon Bae, Yoonjung Seo e Jessie Yeung, da CNN

Ouvir notícia

As academias na capital sul-coreana estão prestes a adotar uma estratégia de prevenção incomum contra Covid-19: tocar música mais lenta.

O Ministério da Saúde está implementando uma série de novas medidas ao passo que o país continua lutando contra a pandemia de coronavírus, que tem visto casos diários aumentarem drasticamente desde o final de junho.

Na capital Seul, as novas regras significam que aulas de ginástica específicas, como spinning e aeróbica, não podem tocar músicas com velocidade superior a 120 batidas por minuto (BPM), já que “a respiração ofegante de atividades intensas pode respingar muita saliva, “disse o ministério em um comunicado à imprensa.

Isso significa que canções como “Teenage Dream” de Katy Perry ou “Wrecking Ball” de Miley Cyrus, ambas a 120 BPM, são consideradas apropriadas – mas canções um pouco mais rápidas, como “Sk8er Boi” de Avril Lavigne, estão fora.

As esteiras em academias também são limitadas a uma velocidade de seis quilômetros por hora (cerca de 3,72 milhas por hora – o que representa cerca de uma milha a cada 16 minutos).

O ministério acrescentou que foram implementadas novas regras nas academias porque é difícil usar máscaras de forma adequada ou manter o distanciamento social durante a prática de exercícios, especialmente durante as aulas em grupo, tornando mais provável que as pessoas permaneçam próximas.

As medidas geraram protestos, com alguns apontando que a maioria das pessoas não sabe de cor o BPM das músicas que ouvem.

Para Kang Hyun-ku, dono de uma academia no norte de Seul, alinhar canções de K-pop rápidas e funky em sua lista de reprodução de músicas era sua rotina matinal.

“Tocar faixas agitadas é para animar nossos membros e o clima geral, mas minha maior dúvida é se tocar música clássica ou BTS provou ter algum impacto na disseminação do vírus”, disse Kang à Reuters.

“Muitas pessoas usam seus próprios fones de ouvido e dispositivos hoje em dia, e como você controla suas listas de reprodução?”

Whang Myung-sug, uma associada de 62 anos da academia de Kang, disse que o governo aplicou um duplo padrão ao restringir as academias.

“Os regulamentos são apenas burocráticos, como se aqueles que os criaram nunca tivessem treinado em uma academia”, disse ela.

Seul, um hotspot nacional da Covid, entrou nas restrições de Nível 4 na segunda-feira (12) – as mais altas em seu sistema de quatro níveis, após relatar um número recorde de novos casos diários. A Coreia do Sul relatou 1.100 novos casos de Covid no domingo (11) – 775 dos quais vieram da área metropolitana de Seul.

Sob as maiores restrições do Nível 4, reuniões privadas com mais de duas pessoas são proibidas após as 18 horas. A maioria dos eventos públicos é proibida, apenas os membros da família têm permissão para comparecer a casamentos e funerais. As academias também devem manter registros de entrada, verificar as temperaturas e fechar os chuveiros nas instalações internas.

(Texto traduzido. Clique aqui para ler o original.)

Mais Recentes da CNN