Castillo passa Fujimori em eleição no Peru, mas disputa segue voto a voto

Com 92,8% das urnas contabilizadas, candidato da esquerda lidera corrida presidencial por pouco mais de 34 mil votos

Murillo Ferrari, da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

A conservadora Keiko Fujimori e seu rival socialista Pedro Castillo disputam voto a voto a presidência do Peru, de acordo com os dados preliminares da apuração divulgados pela autoridade eleitoral do país.

Keiko, filha do ditador Alberto Fujimori, largou na frente com a contagem dos votos nos centros urbanos, mas Castilho virou e passou na frente após a análise de parte dos votos rurais e do exterior.

Às 13h45, com 94,2% das urnas processadas e 92,8% contabilizadas, o esquerdista liderava com 50,102% dos votos (8.418.299) contra 49,898% de Keiko (8.384.107). A participação dos eleitores registrados estava em 76,35%.

Nesta segunda, a possibilidade de vitória do candidato, que propôs uma reforma das regras financeiras no país, assustou os mercados e fez a moeda local, o sol, e a bolsa de valores registrarem quedas acentuadas no início do pregão.

Lucia Dammert, acadêmica peruana radicada no Chile, previu que os próximos dias serão voláteis, com possíveis contestações aos votos e pedidos de recontagem. Ela previu protestos, especialmente se Keiko for declarada vencedora.

“Quem quer que vença terá que dialogar com o governo (atual interino) e outras forças políticas. Estamos em um estado polarizado”, disse o analista político de Lima, Andres Calderón. “No momento, os candidatos precisam manter a calma.”

Apoiadores de Pedro Castillo acompanham divulgação de resultados no Peru
Apoiadores de Pedro Castillo acompanham divulgação de resultados no Peru
Foto: Alessandro Cinque – 6.jun.2021/Reuters

Quando os primeiros resultados começaram a aparecer na noite de domingo, Castillo, de 51 anos, filho de camponeses que prometeu sacudir a constituição e as leis de mineração do Peru, reuniu simpatizantes para “defender o voto”, embora depois tenha pedido calma.

Fujimori, de 46 anos, filha do ex-presidente que está preso por abusos de direitos humanos e corrupção, também pediu “prudência, calma e paz de ambos os grupos”.

O partido Peru Livre de Castillo disse no Twitter que o candidato, que estava em seu distrito rural ao norte para votar, chegaria à capital Lima nesta segunda para “garantir que a vontade do povo seja respeitada”.

‘Incerteza nas alturas’

O J.P. Morgan disse em uma nota que pode levar dias até que o resultado final da eleição seja definido, e os dois candidatos podem optar por esperar que esse processo termine antes de declarar a vitória ou admitir a derrota.

“A menos que o cenário, muito próximo da previsão da contagem rápida, se mostre errado, esperamos para uma série de dias de maior incerteza pela frente”, disse o J.P. Morgan.

Pedro Castillo e Keiko Fujimori
Candidato de esquerda Pedro Castillo (E) lidera disputa presidencial pouco mais de 34 mil votos à frente de Keiko Fujimori
Foto: Colagem CNN

A repentina ascensão de Castillo desde a vitória na votação do primeiro turno em abril preocupa o mercado e assusta as empresas de mineração por causa de seus planos de aumentar drasticamente os impostos sobre os lucros, além de ameaças de nacionalizações.

Analistas dizem, no entanto, que quem quer que ganhe terá um mandato enfraquecido devido às fortes divisões no Peru, e enfrentará um Congresso fragmentado, sem nenhum partido detendo a maioria – o que deve atrasar qualquer reforma importante.

(Com informações da Reuters)

Mais Recentes da CNN