Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Chefe da ONU invoca artigo para tentar forçar ações do Conselho de Segurança em relação a Gaza

    Medida é raramente utilizada pelas Nações Unidas; essa é a primeira vez que António Guterres invoca o Artigo 99 durante seu mandato

    Niamh Kennedyda CNN

    O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, invocou um artigo, que é raramente utilizado, para forçar o Conselho de Segurança da ONU a tomar medidas para “evitar uma catástrofe humanitária” em Gaza.

    Guterres entregou uma carta ao presidente do Conselho de Segurança, José De La Gasca, na quarta-feira (06), invocando o artigo 99 da Carta das Nações Unidas.

    “Esta é a primeira vez que António Guterres faz isto desde que se tornou secretário-geral em 2017,” disse o porta-voz Stephane Dujarric em uma declaração.

    O artigo 99 dá ao secretário-geral o mandato de “trazer à atenção do Conselho de Segurança qualquer assunto que, em sua opinião, possa ameaçar a manutenção da paz e segurança internacionais.”

    Na carta, Guterres disse que o conflito criou “um terrível sofrimento humano, destruição física e trauma coletivo em Israel e no território ocupado por palestinos”.

    O chefe da ONU destacou a situação dos civis de Gaza, que, segundo ele, enfrentam “grave perigo” diariamente.

    “Não há proteção eficaz de civis. Nenhum lugar é seguro em Gaza,” disse Guterres.

    “Em meio ao bombardeio constante das Forças de Defesa de Israel, e sem abrigo ou o essencial para sobreviver, acredito que a ordem pública irá se romper em breve devido à situação, tornando impossível até mesmo a assistência humanitária limitada”, disse ele.

    Guterres alerta que a situação pode piorar se a propagação da doença atingir proporções epidêmicas e o deslocamento em massa criar “pressão” sobre os países vizinhos.

    No parágrafo final da sua carta, o chefe da ONU pediu aos membros do Conselho de Segurança para “pressionarem para evitar uma catástrofe humanitária” e apoiarem o seu pedido de cessar-fogo humanitário em Gaza.

    Este conteúdo foi criado originalmente em Internacional.

    versão original