Chefe da polícia de Atlanta se demite após homem negro ser morto em abordagem

Erika Shields renunciou ao cargo em meio a protestos pela morte de Rayshard Brooks, de 27 anos, por policiais brancos

Da CNN

Ouvir notícia

A chefe da polícia de Atlanta, no estado norte-americano da Geórgia, se demitiu cargo neste sábado (13), anunciou a prefeita da cidade. Manifestantes saíam foram às ruas para protestar depois que um homem negro, que havia dormido em seu carro em uma lanchonete de fast food, foi morto pela polícia.

A prefeita Keisha Lance Bottoms disse que aceitou a renúncia da chefe de polícia Erika Shields após a morte de Rayshard Brooks, de 27 anos. Dezenas de manifestantes se reuniram no final da tarde ao redor do local ao sul da cidade onde o homem foi baleado e morto.

“Não acredito que tenha sido um uso justificado de força letal e pedi a demissão imediata do policial [responsável pelos disparos]”, disse Bottoms em entrevista coletiva. As autoridades ainda não divulgaram os nomes dos dois agentes, ambos brancos, envolvidos na ação.

Bottoms disse que Shields, uma mulher branca nomeada chefe da polícia municipal em dezembro de 2016, será substituída pelo vice-chefe Rodney Bryant, um negro que ficará de forma interina no cargo.

Assista e leia também:

Discursos contra racismo e violência policial marcam funeral de George Floyd

Milhares vão às ruas de Paris contra o racismo; polícia usa bombas de gás

A polícia de Atlanta não respondeu imediatamente a um pedido de comentário sobre o caso. O Gabinete de Investigação da Geórgia (GBI, em inglês) disse que estava investigando o caso. A polícia disse que Brooks resistiu à prisão depois de um teste de sobriedade.

A morte de Brooks ocorreu após semanas de intensos protestos pela igualdade racial nos Estados Unidos motivados pela morte de George Floyd, um negro morto sob custódia da polícia de Minneapolis depois de um policial se ajoelhar no pescoço dele por quase nove minutos.

Os investigadores da Geórgia disseram que o vídeo feito por uma testemunha estava ajudando na investigação.

Rayshard Brooks, morto em Atlanta pela polícia
Rayshard Brooks, de 27 anos, foi morto por policiais brancos durante prisão em Atlanta, na Geórgia
Foto: Stewart Trial Attorneys

O diretor do GBI, Vic Reynolds, afirmou em entrevista coletiva que o vídeo capturado por câmeras de dentro de um restaurante parece mostrar que Brooks estava com um dos tasers dos policiais nas mãos quando fugiu. Brooks percorreu a distância de cerca de seis carros quando se virou para um oficial que apontou sua arma para ele.

“Nesse ponto, o policial de Atlanta se abaixa e pega sua arma no coldre, a destrava e atinge Brooks no estacionamento”, disse Reynolds.

O procurador distrital do condado de Fulton, Paul Howard Jr., disse em um comunicado enviado por e-mail que seu escritório “já iniciou uma intensa e independente investigação do incidente” enquanto aguarda as conclusões do Departamento de Investigação da Geórgia.

(Com Reuters)

Mais Recentes da CNN