Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Christine King Farris, irmã de Martin Luther King, morre aos 95 anos

    Farris morreu pacificamente em Atlanta, na Georgia, com sua família ao lado, segundo o Centro Martin Luther King

    Christine King Farris
    Christine King Farris 21/01/2013REUTERS/Tami Chappell

    Kanishka Singhda Reuters

    Christine King Farris, uma importante ativista irmã do movimento de direitos civis dos Estados Unidos e irmã de Martin Luther King Jr., morreu nesta quinta-feira (29), aos 95 anos, informou o Centro Martin Luther King.

    Farris morreu pacificamente em Atlanta, na Georgia, com sua família ao lado, segundo o Centro Martin Luther King, instituição da qual ela foi diretora-fundadora.

    Farris participou de eventos históricos do movimento de direitos civis dos EUA, como a marcha de 1965 entre Selma e Montgomery, no Alabama, e a “Marcha Contra o Medo” no Mississippi, em 1966.

    Martin Luther King Jr. foi assassinado em Memphis, Tennessee, pelo segregacionista declarado James Earl Ray, em 1968. Naquele mesmo ano, Farris se juntou à sua viúva, Coretta Scott King, para formar o Centro Martin Luther King Jr. para Mudanças Sociais Não Violentas, em Atlanta.

    Farris fez parte de uma delegação que foi a Washington em 2011 para uma cerimônia, quando o monumento de Martin Luther King Jr. foi erguido no National Mall, e também esteve presente na inauguração de uma estátua de seu irmão no Capitólio, em 2017.

    Willie Christine King nasceu em 11 de setembro de 1927 em Atlanta. Ela se formou em economia pelo Spelman College em 1948 e depois frequentou a Universidade de Colombia, em Nova York, onde conseguiu dois mestrados em educação.