Coach mostra como Biden pode vencer Trump no debate nos EUA

CNN Brasil transmitirá o primeiro debate entre os candidatos nas eleições dos Estados Unidos na próxima terça-feira (29), às 22 horas

Todd Graham, da CNN

Ouvir notícia

O primeiro debate entre Joe Biden e Donald Trump será moderado por Chris Wallace, da Fox News, e está marcado para a próxima terça-feira, 29 de setembro, na Universidade Case Western Reserve, na cidade de Cleveland, em Ohio. Os brasileiros poderão acompanhar o encontro entre os dois candidatos por meio da CNN Brasil. Realizado na cidade de Cleveland, em Ohio, o debate começa às 22h00, no horário de Brasília. A transmissão acontecerá pela TV, pelo site e pelo canal CNN Brasil no YouTube.

Abaixo, você confere artigo de Todd Graham, que é o diretor de debate da Universidade de Southern Illinois. Suas equipes de debate ganharam cinco campeonatos nacionais e ele foi reconhecido três vezes como o coach de debate nacional do ano. As opiniões expressas neste artigo são exclusivamente da responsabilidade do autor.

Leia também:
Onde assistir ao primeiro debate entre Joe Biden e Donald Trump
Trump diz que vencedor das eleições dos EUA pode não ser conhecido por meses

Joe Biden conseguiu que uma parte difícil de seu trabalho nos debates com o presidente Donald Trump fosse revelada com antecedência. Nas eleições de 2016, apesar de a maioria das pessoas acreditar que Hillary Clinton venceria os embates ao vivo contra Trump, a abordagem heterodoxa de Trump conquistou uma grande parte do público.

A comunicação de Trump é uma combinação de humor, dominância e grosseria. É uma habilidade muito difícil para qualquer pessoa que não seja o próprio Donald Trump. Afinal, Trump foi ameaçador durante toda a sua vida. Neste ponto, eu me lembro da comédia “Heróis fora de órbita” (1999) – na qual alienígenas reais acreditam que uma série de ficção científica humana é verdadeira e criam suas armas com base na ficção – para dizer que sua comunicação é muito mais arte do que ciência.

Donald Trump e Joe Biden realizarão primeiro debate nas eleições dos EUA
Donald Trump e Joe Biden realizarão primeiro debate nas eleições dos Estados Unidos
Foto: CNN/ABC

Com base em nossa experiência, todos nós podemos esperar que Trump use essas cinco estratégias nos debates: interromper, mentir em excesso, culpar os outros para desviar do assunto, insultar e apelar de forma exagerada ao medo.

Com base no desempenho anterior, também podemos esperar alguns comportamentos de Biden, justamente aqueles que ele deve evitar repetir. Biden tende a rir quando os outros estão falando, e isso é irritante para muitos espectadores. Além disso, as expressões de raiva de Biden podem parecer excessivas e deslocadas às vezes, e descontroladas em outras ocasiões. Temo que, sem praticar contra um sósia realista de Trump (presumimos que ele está fazendo isso agora), Biden vai permitir que Trump o irrite nos debates, e então não será capaz de colocar o gênio de volta na garrafa. Homem com indignação justa de vez em quando: bom. Homem zangado incontrolável: ruim.

Para ter sucesso, Biden terá que vencer um “debate de rua”. Minhas equipes já enfrentaram muitos debatedores do “estilo” de Trump, e só há uma maneira de vencê-los com eficácia.

Controlando o ambiente

Usei tanto essa frase que deveria usá-la num boton sobre o paletó. Para simplificar, significa não se perder nas pequenas armadilhas de argumentos específicos. Em vez disso, é preciso enfatizar a atitude. Enfrentar Trump. Ser assertivo. Ser agressivo. Ser grande.

Ao treinar o debate e ensinar a comunicação interpessoal, há lições sobre como se opor a um oponente autoritário como Trump. É simples assim: se você não for agressivo com ele (mas do seu próprio jeito), você será esmagado. Naqueles primeiros debates republicanos da eleição de 2016, por exemplo, o senador Ted Cruz, campeão nacional do debate  foi esmagado por Trump.

Biden construiu sua marca na linha “Eu não sou Trump” usando uma combinação de empatia e gentileza; portanto, ser maldoso, interromper e gritar não são opções no debate.

Existem dois estilos mais adequados para Biden. Primeiro, ele deve usar o humor. Ao contrário do que parece ser a opinião geral, Joe Biden sempre foi espirituoso. Usar o humor para atacar, zombar e menosprezar as cinco armas de Trump é uma maneira assertiva e inteligente de se defender contra ataques e tomar a ofensiva em qualquer debate contra um Trump violador de regras. Literalmente, zombar dos argumentos ridículos de Trump. Biden já tem feito isso. Ele deve continuar assim nos debates.

O mesmo se aplica a ser insultado ou interrompido. Biden sabe que isso vai acontecer. Ele deve ter algumas respostas oportunas centradas, não em detalhes, mas na noção geral das mentiras e interrupções de Trump.

A melhor parte e minha segunda dica de estilo para Biden: citações. Use as próprias palavras de Trump contra ele durante o debate. Cite-o sem economizar. No mundo de fantasia de Trump, sempre há um tuíte ou declaração antiga na qual ele se contradiz. Daí, ele pode lembrar Donald Trump dizendo: “Essas palavras não são minhas; essas palavras foram ditas por VOCÊ”.

E se Biden não citar frases de Trump, pode recorrer a outras de pessoas próximas ao presidente (republicanos, parentes, etc.). Imagine usar citações de Ted Cruz e Lindsey Graham (dois políticos que não acreditavam em Trump e viraram seus apoiadores) em um debate contra Trump. Imagine usar ex-membros do próprio governo Trump ou parentes que se afastaram em um debate contra Trump.

O bônus desta estratégia: Biden fica acima da discussão. E pode usar isso indefinidamente. “Essas foram as palavras de seu ex-secretário de defesa, seu ex-chefe de gabinete, seu ex-conselheiro de segurança nacional … seu maior aliado no Senado (…)” Não seria divertido? Usar republicanos e aliados é mais persuasivo do que citar democratas ao criticar Trump frente a frente. Ele não pode descartá-los tão facilmente como pessoas que “nunca foram Trumpers”.

Quanto ao conteúdo, Trump já sugeriu todos os seus pontos de discussão. Em comícios, entrevistas para a Fox News e na sabatina da ABC News, ele sempre bateu nas mesmas teclas. Ele insiste nelas a toda velocidade, usando as mesmas falas e mentiras, esteja o gênio da checagem de fatos da CNN Daniel Dale conferindo ou não.

Além disso, Trump, de acordo com uma reportagem da NBC News, acredita que não há necessidade de se preparar para o debate, o que significa que qualquer nível básico de preparação deve garantir uma vitória argumentativa para Biden em questões de votação como a melhor maneira de lidar com a pandemia, a economia e a fidelidade aos nossos militares.

Ganhar a substância de um debate contra Trump é a parte fácil. No entanto, Biden ainda precisa se concentrar na disciplina da mensagem. Ele deve simplificar suas respostas para que seus pensamentos não vagueiem, ao mesmo tempo terminar suas declarações sem parar abruptamente no meio da frase – ambos os maus hábitos que ele precisa perder.

Trump é um debatedor de rua sem regras. Sua estratégia de interrupções, desonestidade, grosseria e de não responder às perguntas exige um plano de jogo diferente de Biden. Se ele falhar em ajustar sua estratégia, Biden ainda pode “tecnicamente” vencer os debates, mas terá perdido uma grande chance de ter mais vantagem nesta eleição.

(Texto traduzido, clique aqui para ler o original em inglês).

Mais Recentes da CNN