Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Com “epidemia sob controle”, Xangai planeja encerrar lockdown até o fim de maio

    Em coletiva de imprensa, vice-prefeito da cidade disse que o objetivo até o fim do mês é evitar uma nova onda de infecções

    Brenda GohYifan Wangda Reuters

    Xangai pretende reabrir amplamente e permitir que a vida normal seja retomada a partir de 1º de junho, disse uma autoridade municipal nesta segunda-feira (16), depois de declarar que 15 dos 16 distritos da cidade eliminaram novos casos de Covid-19 fora das áreas de quarentena.

    O vice-prefeito Zong Ming, em uma coletiva de imprensa, providenciou o cronograma mais claro até agora para um retorno ao normal para os 25 milhões de pessoas da cidade que ficaram frustradas por mais de seis semanas de lockdowns e mensagens inconsistentes sobre quando poderiam retomar suas atividades.

    As autoridades de Xangai declararam a epidemia da cidade sob controle, mas também disseram que seu objetivo até 21 de maio seria evitar uma recuperação das infecções, o que significa que muitas restrições permanecerão em vigor.

    A eliminação de casos fora das áreas de quarentena é uma condição fundamental para retomar a vida normal sob a estrita política de “Covid zero” da China.

    A cidade planeja aumentar gradualmente os voos domésticos e os serviços ferroviários e, a partir de segunda, começará a reabrir supermercados, lojas de conveniência e farmácias.

    O lockdown de Xangai, juntamente com as restrições em várias outras cidades chinesas, atingiu a segunda maior economia do mundo e interrompeu as cadeias de suprimentos globais.