Como 21 passageiros conseguiram sobreviver à queda de um avião no Texas

Analista de aviação diz que "não é tão raro assim" que pessoas consigam sobreviver a acidentes aéreos – devido, especialmente, às saídas de emergência

Avião com 21 pessoas a bordo cai no Texas; apenas uma ficou ferida
Avião com 21 pessoas a bordo cai no Texas; apenas uma ficou ferida Reprodução / CNN

Ray Sanchezda CNN

em São Paulo

Ouvir notícia

Quando um avião que levava fãs de beisebol para um jogo caiu em Houston, Texas, na terça-feira (19), um passageiro lembrou-se de ouvir as palavras “saiam, saiam!” quando as chamas começaram a tomar a aeronave.

“Já estava pegando fogo antes que estivéssemos fora dela”, afirmou o passageiro, que não quis se identificar, à KHOU, afiliada da CNN.

As 21 pessoas a bordo foram evacuadas com sucesso, e nenhum passageiro ficou seriamente ferido. “Não é tão raro quanto se imagina”, disse Mary Schiavo, analista de aviação da CNN, sobre a ausência de óbitos pelo acidente.

Aeronaves modernas são designadas para que os passageiros consigam sair delas em um tempo de 90 segundos, de acordo com Schiavo, antiga inspetora geral do Departamento de Transportes dos Estados Unidos e advogada que já representou tripulantes e passageiros em diversas ações de acidentes aéreos.

“Preciso dar crédito tanto para a Administração Federal de Aviação e para a Organização Internacional de Aviação Civil, que colocaram entre as regras de evacuação que é preciso ter saídas de emergência em quantidade adequada para que as pessoas possam evacuar do avião”, afirmou. “E isso comprovadamente já salvou milhares de vidas”.

Schiavo lembrou de uma queda, em 2005, de um voo da Air France em Toronto, no qual 300 passageiros e doze tripulantes sobreviveram.

A especialista também apontou o voo da Aeromexico que caiu em 2018 logo após a decolagem de um aeroporto no noroeste mexicano, forçando seus 103 passageiros a escaparem via saídas de emergência antes do avião pegar fogo. Ninguém morreu.

Em julho de 2013, lembra-se Schiavo, três passageiros de um voo da Asiana Airlines com mais de 300 pessoas morreram após a aeronave cair no Aeroporto Internacional de San Francisco.

“Se você comparar as fotos desses quatro acidentes, ficaria surpreso com a similaridade entre eles, porque é um cenário de devastação total”, diz Schiavo. “O fato de que essas pessoas conseguiram sair é um testamento da eficiência das saídas de emergência nos aviões”.

A Administração Federal de Aviação requer que os comissários demonstrem a todos os passageiros e membros da equipe, por meio de simulações ao vivo ou vídeos gravados, que todos podem evacuar da aeronave em até 90 segundos.

(Esta matéria foi traduzida. Leia a original, em inglês)

Mais Recentes da CNN