Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Confrontos entre fiéis muçulmanos e polícia israelense são registrados em mesquitas de Jerusalém

    Equipe da CNN também foi hostilizada pelos policiais que empurravam agressivamente fiéis que desejavam entrar no templo

    Ivana KottasováZeena SaifiKareem Khadderda CNN

    Confrontos entre a polícia israelense e fiéis muçulmanos que desejavam rezar na mesquita de al-Aqsa, na Cidade Velha de Jerusalém, eclodiram pouco depois do meio-dia (horário local) desta sexta-feira (27).

    Um grupo de policiais fortemente armados isolou a entrada do complexo perto do Portão do Leão da cidade, às vezes empurrando as pessoas agressivamente com cassetetes.

    As pessoas que tiveram sua entrada negada disseram à CNN que não receberam nenhuma razão para não serem autorizadas a assistir ao serviço de oração na mesquita.

    Eles disseram à CNN que acreditavam que “o humor dos policiais” era o fator decisivo. A CNN testemunhou vários incidentes de policiais empurrando pessoas depois que elas se aproximaram da entrada e perguntaram por que não foram autorizadas a entrar.

    Várias das pessoas empurradas desta forma eram mulheres mais velhas. A CNN não viu nenhum fiel iniciando uma altercação física ou tentando entrar no complexo.

    A polícia não deu respostas específicas às perguntas da CNN sobre por que algumas pessoas não foram autorizadas a entrar.

    Parecia haver divergências entre diferentes oficiais sobre quem deveria ser autorizado a entrar e quem deveria ser rejeitado.

    Após testemunhar vários policiais empurrando uma idosa para fora do caminho, a equipe da CNN foi orientada a sair e foi empurrada.

    Vídeo: Quase metade dos israelenses são a favor de adiar incursão terrestre em Gaza

    Veja imagens da guerra entre Israel e Hamas