Conselho de Segurança da ONU condena assassinato de presidente do Haiti

Em uma declaração, o conselho de 15 membros "fez um apelo enfático a todos os atores políticos no Haiti para que se abstenham de quaisquer atos de violência"

O presidente do Haiti, Jovenel Moise, foi morto em um ataque em sua residência
O presidente do Haiti, Jovenel Moise, foi morto em um ataque em sua residência Foto: Joseph Odelyn/AP

Michelle Nichols e Muralikumar Anantharaman, da Reuters

Ouvir notícia

O Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas condenou, na quarta-feira (8) o assassinato do presidente do Haiti, Jovenel Moise, e pediu a todas as partes que “mantenham a calma, exerçam contenção e evitem qualquer ato que possa contribuir para uma maior instabilidade”.

Em uma declaração, o conselho de 15 membros “fez um apelo enfático a todos os atores políticos no Haiti para que se abstenham de quaisquer atos de violência e qualquer incitamento à violência”. Também pediu que os perpetradores fossem levados à justiça.

O conselho deve ser informado sobre o assassinato de Moise em uma reunião a portas fechadas nesta quinta-feira (8). 

Mais Recentes da CNN