Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Cratera no Chile dobra de tamanho e autoridades seguem investigando as causas

    Quando descoberto, em 30 de julho, buraco tinha 25 metros de diâmetro

    Autoridades da região do Atacama ativaram protocolos de segurança diante de um gigantesco sumidouro que apareceu nas proximidades da Mina Alcaparros, em Tierra Amarilla
    Autoridades da região do Atacama ativaram protocolos de segurança diante de um gigantesco sumidouro que apareceu nas proximidades da Mina Alcaparros, em Tierra Amarilla Divulgação Cristóbal Zúñiga Alcade

    Ingrid Oliveirada CNN* em São Paulo

    O buraco misterioso que surgiu na Mina Alcaparros, em Tierra Amarilla, no Chile, dobrou de tamanho desde o dia 30 de julho, quando foi descoberto, e agora as equipes do Serviço Nacional de Geologia e Mineração (Sernageomin) do país ainda buscam por respostas em um trabalho de investigação.

    Inicialmente, o buraco perto media cerca de 25 metros, agora no entanto, a cratera se estende por 50 metros de diâmetro e tem profundidade de 200 metros.

    No último comunicado, emitido no sábado (6), o Sernageomin informou que “foi verificada a presença de água nas galerias,e bombas de extração de água estão trabalhando para normalizar a situação”, escreveram.

    O serviço também disse pelo Twitter que há um trabalho paralelo com o Comitê de Operações de Emergência interno, que foi acionado para atualizar as informações e analisar os próximos passos na investigação.

    Autoridades locais expressaram preocupação de que a mina de Alcaparrosa possa ter inundado abaixo do solo, desestabilizando as terras ao redor.

    Seria “algo completamente fora do comum”, disse o prefeito de Tierra Amarilla, Cristobal Zuniga, à mídia local.

    *Com informações da Reuters