Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Duas explosões em aeroporto da Colômbia deixam três mortos

    Presidente Iván Duque diz que autoridades montaram força-tarefa para localizar responsáveis; voos foram suspensos durante investigação

    Florencia Truccoda CNN

    Dois policiais e um civil foram mortos em duas explosões, nesta terça-feira (14), no aeroporto Camilo Daza, na cidade de Cúcuta, na Colômbia.

    Em um vídeo publicado no perfil da Polícia Nacional colombiana no Twitter, o comandante da região de Cúcuta, Giovanni Madariaga, explicou como as explosões aconteceram.

    O comandante relata que criminosos entraram no aeroporto e, minutos depois, um explosivo foi detonado. Naquela explosão, um civil morreu. Depois, enquanto policiais exploravam a área, encontraram uma mala suspeita que, durante a investigação, detonou, matando dois integrantes da Polícia Metropolitana de Cúcuta.

    O comandante do Exército Nacional, o general Eduardo E. Zapateiro, indicou que, segundo informações preliminares, a pessoa que pretendia realizar o ataque morreu no local em decorrência da primeira explosão.

    O ministro da Defesa do país, Diego Molano, manifestou condolências pelos dois policiais colombianos mortos no episódio. Posteriormente, a Polícia Nacional confirmou os nomes dos oficiais: David Reyes e William Bareño.

    As autoridades do governo colombiano falam em “atentado terrorista”, mas ainda não há detalhes sobre o episódio.

    “Repudiamos o covarde atentado terrorista ocorrido na cidade de Cúcuta. Com o Ministério da Defesa, a Cúpula Militar, o Exército da Colômbia e a Polícia colombiana, coordenamos ações imediatas para localizar os responsáveis por este ataque”, publicou o presidente Iván Duque no Twitter.

    “Condolências às famílias dos dois heróis da nossa Polícia da Colômbia que perderam a vida num atentado terrorista em Cúcuta. Repudiamos esse ato insano. Nossa Força Pública intensifica a luta contra os grupos armados organizados. Sem Trégua em defesa dos colombianos”, escreveu Diego Molano, também no Twitter.

    A agência de aviação civil colombiana afirmou que as operações no aeroporto foram suspensas enquanto as autoridades investigam o ocorrido.

    A Aeronáutica Civil da Colômbia acrescentou que fará relatórios sobre o reinício das operações dependendo do desenrolar dos eventos. Também foi recomendado aos viajantes com voos programados naquele aeroporto que mantenham comunicação constante com as companhias aéreas.

    Com informações de Álvaro Gadelha, Marina Toledo e Leonardo Lopes, da CNN