Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Biden diz que vai partir para o ataque no próximo debate, segundo fontes

    Presidente dos EUA também teria afirmado que seu "único trabalho" é derrotar Donald Trump

    Presidente dos EUA, Joe Biden, faz pronunciamento na Casa Branca, em Washington
    Presidente dos EUA, Joe Biden, faz pronunciamento na Casa Branca, em Washington 31/05/2024REUTERS/Evelyn Hockstein

    Da CNN

    O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, disse aos principais doadores de campanha nesta segunda-feira (8) que não está saindo da disputa presidencial, de acordo com três participantes que participaram da conversa.

    O democrata também ressaltou acreditar que ainda é o melhor candidato para derrotar Donald Trump.

    Numa reunião virtual, Biden foi questionado sobre o que ele precisa fazer no segundo debate — marcado para 10 de setembro — para ter um desempenho melhor do que o realizado pela CNN.

    Biden descreveu a estratégia de forma simples, segundo dois participantes: “Atacar, atacar, atacar”.

    “Meu único trabalho é derrotar Donald Trump”, afirmou Biden, segundo o relato de um dos participantes da reunião, que informou que o presidente agradeceu aos doadores e renovou sua promessa de manter a luta viva.

    Um outro doador, que também estava na conversa, e que criticou o presidente na semana passada, elogiou a fala do democrata nesta segunda-feira e disse que a campanha parecia “finalmente” entender a seriedade do momento.

    O teste final, de acordo com este doador, seria se os líderes do Congresso pediriam a Biden reconsiderar sua candidatura nesta semana — e se o apoio ao presidente diminuiria nas pesquisas de opinião após o feriado.

    “Ainda é um buraco enorme para sair. Já era uma ladeira íngreme para escalar até a vitória”, avaliou o doador democrata, falando sob condição de anonimato.

    O presidente financeiro do Comitê Nacional Democrata, Chris Korge, que discursou durante o evento virtual, estava “implorando para que” a gente mantivesse nosso apoio, destacou um dos participantes.

    Outro integrante comentou sobre a determinação do presidente em continuar concorrendo: “Ele não está se mexendo nem um centímetro”.

    Mais de 300 membros do Comitê Nacional de Finanças da campanha participaram da ligação, disse um participante à CNN.