Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Haley sugere que não está mais comprometida à promessa de apoiar eventual candidato republicano

    Ex-embaixadora concorre com Donald Trump em primárias para a eleição de novembro

    Pré-candidata republicana Nikki Haley
    Pré-candidata republicana Nikki Haley REUTERS/Rachel Mummey

    Veronica Stracqualursida CNN

    A candidata presidencial do partido Republicano, Nikki Haley, sugeriu que não está mais comprometida à promessa do Comitê Nacional Republicano (RNC na sigla em inglês) de apoiar o eventual candidato, dizendo que “tomará a decisão que quero tomar” quando questionada se apoiaria Donald Trump se ele conseguir a nomeação.

    “Quero dizer, no momento do debate, tivemos que levar isso para onde ‘Você apoiaria o indicado?’ e você teve que, para chegar ao palco do debate, você disse sim”, disse o ex-governador da Carolina do Sul ao “Meet the Press” da NBC, em uma entrevista que foi ao ar no domingo (3). “O RNC agora não é o mesmo RNC.”

    Como parte dos critérios para aparecer no palco do debate das primárias, o RNC exigiu que os candidatos presidenciais assinassem um compromisso de apoio ao eventual candidato do partido Republicano.

    “Então você não está mais comprometida a essa promessa?” A apresentadora da NBC, Kristen Welker, perguntou a Haley.

    “Não, acho que tomarei a decisão que quero, mas não é algo em que estou pensando”, respondeu ela.

    Pressionada para esclarecer se ela está inclinada a apoiar Trump, Haley disse: “Eu realmente não estou pensando em nada disso”.

    Os comentários de Haley ocorrem no momento em que a ex-governadora faz campanha pelos estados da Superterça. Ela prometeu permanecer na corrida republicana pelo menos até terça-feira (5), apesar das dúvidas sobre seu caminho a seguir diante do domínio de Trump nas disputas de indicação até agora neste ano.

    Haley reiterou à NBC que não acredita que Trump ou Joe Biden devam ser presidente, mas argumentou que sua candidatura não representa um movimento “Nunca Trump”.

    “Se você fala em endosso, está falando em perda. Eu não penso assim quando você está em uma corrida. Você não pensa em perder. Você pensa em continuar avançando”, disse ela.

    E à medida que se aproxima da nomeação republicana, Trump já está tentando remodelar a estrutura do RNC para melhor atender aos seus desejos para as eleições gerais e mais além, informou anteriormente a CNN.

    Haley intensificou nas últimas semanas suas críticas ao ex-presidente, que conquistou mais delegados no sábado (2) em caucus no Missouri e Idaho e em uma convenção do partido em Michigan.

    Numa entrevista à CNN na sexta-feira (1º), Haley enfatizou que não era “anti-Trump”, apesar das duras críticas ao seu principal rival, sob o qual serviu como embaixadora dos EUA nas Nações Unidas.

    “O objetivo sempre foi ficar cara a cara com Trump. O que você está me ouvindo dizer agora é um contraste. É isso que as pessoas querem”, disse Haley. “Eles querem saber as diferenças. O que estou dizendo é que não sou anti-Trump. Eu sou a favor da América e da direção que a América pode seguir.”

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original