Embaixador alemão diz que Talibã deixará afegãos viajarem depois de 31 de agosto

Isso ocorre um dia depois que o Talibã disse que 'não estava mais permitindo a evacuação de afegãos' e alertou EUA sobre prazo da retirada

Militantes do Taliban vigiam as ruas de Cabul após tomada do poder no Afeganistão
Militantes do Taliban vigiam as ruas de Cabul após tomada do poder no Afeganistão Los Angeles Times via Getty Imag

Sharon Braithwaiteda CNN

Ouvir notícia

O Talibã concordou em permitir que cidadãos afegãos com documentos legais viajem depois de 31 de agosto, o embaixador alemão no Afeganistão, Markus Potzel, tuitou na quarta-feira (25).

Potzel se encontrou com Sher Mohammad Abbas Stanekzai, o vice-chefe do gabinete político do Talibã, e sua equipe “para uma discussão abrangente” em Doha na terça-feira, disse.

Eles discutiram a “necessidade urgente” de um aeroporto funcional em Cabul como pré-requisito para a presença diplomática e de ONGs no Afeganistão.

“O diretor Stanekzai me garantiu que os afegãos com documentos legais continuarão tendo a oportunidade de viajar em voos comerciais após 31 de agosto”

Potzel Markus

 

Isso ocorre um dia depois que o Talibã disse que “não estava mais permitindo a evacuação de afegãos” e alertou que os EUA devem cumprir o prazo da próxima semana para retirarem-se.

O porta-voz do Taleban, Zabiullah Mujahid, disse em uma entrevista coletiva na terça-feira que, embora os estrangeiros possam continuar viajando para o aeroporto, as enormes multidões de afegãos que se reuniram lá nos últimos dias devem voltar para casa e não sofrerão represálias dos novos governantes do país.

“A estrada que leva ao aeroporto está bloqueada. Os afegãos não podem pegar essa estrada para ir ao aeroporto, mas os estrangeiros têm permissão para pegá-la até o aeroporto”, disse Mujahid.

“Não estamos mais permitindo a evacuação de afegãos e também não estamos felizes com isso”, acrescentou.

(Texto traduzido. Leia o original em inglês.)

Mais Recentes da CNN