Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Entenda como aconteceu o ataque às Torres Gêmeas

    Entre o primeiro e segundo avião atingir o World Trade Center (WTC) houve um intervalo de tempo de cerca de 20 minutos; atentados de 2001 completam 20 anos neste sábado (11)

    Marcelo Favallida CNN em São Paulo

    Quando o primeiro avião atingiu as Torres Gêmeas na manhã de 11 de setembro de 2001, os americanos tentavam entender o que havia acontecido na ilha de Manhattan. O que, à princípio, poderia parecer um acidente aéreo se transformou no atentado que marcou a história dos Estados Unidos e do mundo.

    Entre o primeiro e segundo avião atingir o World Trade Center (WTC) houve um intervalo de tempo de cerca de 20 minutos.

    O primeiro voo, da companhia American Airlines, atinge a torre norte às 8h46, no horário local. O segundo ataque acontece às 9h03 – e revela a dimensão do horror daquela manhã na ilha de Manhattan, em Nova York – descartando qualquer possibilidade de acidente. Naquele momento, a América estava sob ataque.

    Os atentados do 11 de setembro completam 20 anos neste sábado.

    Na torre sul, o avião com 76 passageiros – incluindo cinco terroristas – e 11 tripulantes atinge e destrói rotas de fuga do 99º andar ao 93º andar. Os americanos e funcionários do WTC que estavam acima do 93º andar não tinham como sair do edifício. Imagens chocantes de pessoas pulando do alto dos prédios marcaram a cobertura da imprensa na época.

    O Boeing 767 que é levado pelos terroristas à torre norte pode comportar até 200 passageiros. Naquela manhã, o voo havia saído de Boston com destino à Los Angeles.

    No ataque à torre sul, um outro avião atinge e destrói do 85º andar ao 78º. Apesar do estrago, uma das escadas de emergência ficou operante e permitiu que as pessoas dos andares mais altos pudessem descer enquanto os Bombeiros entravam no local.

    Apesar de ter sido atingida por último, a torre sul é a primeira a desabar, às 9h59, no horário local. A torre norte vem abaixo às 10h28.

    Atualmente, no local onde as torres existiram, há um memorial sobre as vítimas e um museu.

    Especial

    CNN Brasil apresentou uma programação especial neste sábado, 11/09, em transmissão simultânea com a CNN americana e com correspondentes espalhados pelos Estados Unidos, em homenagem às vítimas do atentado que completa 20 anos. Confira: