Equador e Colômbia abrirão fronteira comum a partir de 1º de dezembro

Trânsito entre países foi fechado em março de 2020 por causa da pandemia de Covid-19

Presidente do Equador, Guillermo Lasso.
Presidente do Equador, Guillermo Lasso. REUTERS/Luisa Gonzalez

Alexandra Valenciada Reuters

em Quito

Ouvir notícia

Equador e Colômbia concordaram neste domingo (21) com a reabertura bilateral de sua fronteira comum no início de dezembro, após ter sido fechada em meio à pandemia de Covid-19, e se comprometeram a trabalhar juntos para combater o tráfico de drogas.

A fronteira entre os dois países foi fechada em março de 2020, conforme ambos os governos procuravam conter a disseminação do coronavírus. A reabertura controlada, acompanhada de medidas epidemiológicas, trará maior segurança e atividade econômica à zona.

“A abertura das fronteiras significa que nenhuma família equatoriana ou colombiana terá que pagar grupos criminosos que cobram para cruzar por rotas alternativas, em vez das oficiais, que serão abertas em 1º de dezembro”, disse o presidente do Equador, Guillermo Lasso, em Quito, após um encontro com o presidente colombiano, Iván Duque.

Durante a reunião, a Colômbia ofereceu apoio ao Equador na luta contra o narcotráfico.

O Equador tem sido assolado por uma onda de crimes que aumentou os homicídios, que as autoridades do país vinculam ao tráfico e consumo de drogas.

“O Equador receberá da Colômbia tudo o que precisa para lutar contra o crime organizado”, disse Iván Duque.

Mais Recentes da CNN