Escolas públicas da Califórnia e de Ontário fornecerão absorventes gratuitos

Medidas de estados americanos visam combater a pobreza menstrual

Absorventes internos e externos: pobreza menstrual era tema principal do projeto de distribuição gratuita dos itens
Absorventes internos e externos: pobreza menstrual era tema principal do projeto de distribuição gratuita dos itens Pexels

Da CNN

Ouvir notícia

As escolas públicas da Califórnia serão obrigadas a fornecer absorventes de forma gratuita para os alunos sob uma nova lei assinada na última sexta-feira (8) pelo governador Gavin Newsom.

O estado de Ontário, nos Estados Unidos, também anunciou medida semelhante.

Na Califórnia, a medida exige que as escolas públicas que atendem alunos da 6ª à 12ª série tenham um estoque adequado de absorventes internos nos banheiros. Ela entra em vigor no ano letivo de 2022-23 e amplia uma lei anterior que exigia que escolas de baixa renda fornecessem produtos de higiene menstrual gratuitos.

“A Califórnia reconhece que o acesso a produtos menstruais é um direito humano básico e vital para garantir a saúde, dignidade e plena participação de todos os californianos na vida pública”, diz a lei

.A lei também exige que a California State University – um sistema de 23 campus em todo o estado – e cada distrito universitário comunitário tenham um estoque adequado de produtos menstruais gratuitos em pelo menos um local central designado e acessível no Campus. Ela incentiva os regentes da Universidade da Califórnia e instituições privadas no estado a tomar medidas semelhantes.

“Nossa biologia nem sempre avisa com antecedência quando estamos para começar a menstruar, o que muitas vezes significa que precisamos parar o que estamos fazendo e lidar com a menstruação. Muitas vezes, os períodos chegam em momentos inconvenientes”, disse a deputada Cristina Garcia, autora da legislação, em comunicado.

“Ter acesso conveniente e gratuito a esses produtos significa que nosso período não nos impedirá de ser membros produtivos da sociedade e aliviaria a ansiedade de tentar encontrar um produto quando estiver em público”, acrescentou.

O estado também eliminou a taxação de absorventes que Garcia disse custar às californianas nascidas com útero mais de US $ 20 milhões por ano.

Um estudo realizado no início deste ano descobriu que um quarto dos adolescentes disse que teve dificuldade em comprar produtos menstruais, contra um em cada cinco adolescentes em 2019.

O acesso limitado a produtos de menstruação é um problema global e a pobreza menstrual está fazendo com que muitas pessoas percam oportunidades.

Em Ontário, Stephen Lecce, responsável pela área de educação, anunciou que o governo distribuirá seis milhões de produtos menstruais gratuitos por ano para conselhos escolares sob uma parceria com a Shoppers Drug Mart. O acordo é o primeiro desse tipo em Ontário e o posicionará como uma das quatro províncias a tomar medidas sobre a questão da pobreza menstrual nas escolas.

A parceria beneficiará alunos que precisam de produtos menstruais e não têm condições de comprá-los ou acessá-los, resultando na impossibilidade de participar da escola e de outras atividades, disse o governo de Ontário.

No ano passado, a Escócia se tornou o primeiro país a disponibilizar absorventes internos e externos gratuitamente.

Mais Recentes da CNN