EUA banem entrada de navios russos no país; Biden anuncia nova ajuda de US$ 800 milhões

Anúncios foram realizados pelo presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, nesta quinta-feira (21)

Kevin LiptakKaitlan Collinsda CNN

Ouvir notícia

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, anunciou, nesta quinta-feira (21), que o país irá proibir a entrada de navios afiliados à Rússia nos portos norte-americanos devido à guerra na Ucrânia.

“Nenhum navio que navegue sob a bandeira russa, ou que seja de propriedade ou operado por interesses russos, terá permissão para atracar no porto dos Estados Unidos ou acessar nossas costas”, disse Biden em comentários na Casa Branca.

O tráfego de navios russos representa uma porcentagem relativamente pequena da atividade portuária geral nos Estados Unidos, mas a medida está de acordo com a proibição de aeronaves russas no espaço aéreo dos país, que o governo Biden anunciou anteriormente.

Assistência à Ucrânia

Em anúncio na Casa Branca, Biden também informou que o país irá destinar um novo pacote de assistência à Ucrânia, que chega a cerca de US$ 800 milhões.

Com este pacote mais recente, os EUA destinaram aproximadamente US$ 3,4 bilhões em assistência ao país desde o início da guerra em 24 de fevereiro.

“Hoje, estou anunciando US$ 800 milhões para aumentar ainda mais a capacidade da Ucrânia de lutar no leste, na região de Donbas”, disse Biden.

Esta seria a última retirada presidencial até que o Congresso aprove mais dinheiro para armas para a Ucrânia. Em uma retirada presidencial, o Departamento de Defesa retira armas e equipamentos dos estoques dos EUA para enviar à Ucrânia, em vez de comprar novas armas de fabricantes.

A CNN informou anteriormente que Biden planejava anunciar os novos carregamentos de ajuda – que incluem artilharia pesada e munição – enquanto atualiza os americanos sobre o estado do conflito, que está chegando ao segundo mês e entrando no que autoridades dos EUA disseram que poderia ser uma nova fase sangrenta.

O governo Biden também anunciou um novo programa nesta quinta-feira chamado “Unidos pela Ucrânia”, que fornecerá um processo simplificado para refugiados ucranianos que desejam migrar para os EUA.

Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

versão original

Mais Recentes da CNN