Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Estrangeiros que lutarem pela Ucrânia serão elegíveis para cidadania do país

    Volodymyr Zelensky, presidente ucraniano, afirmou, na última quinta-feira (3), que os primeiros 16 mil combatentes estrangeiros estavam indo para o país

    Josh Penningtonda CNN

    Ouvir notícia

    O vice-ministro do Interior da Ucrânia, Yevhen Yenin, declarou na terça-feira (8), que os estrangeiros que se voluntariarem para lutar pelo país serão elegíveis para a cidadania local, de acordo com a Agência Nacional de Notícias Ucraniana, Ukrinform.

    “A Ucrânia está formando uma Legião Internacional de Defesa Territorial composta por estrangeiros que querem se juntar à resistência contra os agressores russos e defender a segurança global”, informou o Ukrinform, citando Yenin.

    Yenin disse que o número de voluntários estrangeiros está crescendo.

    “Essas pessoas assinarão um contrato, receberão um passaporte militar, que depois substituirá sua permissão de residência”. No futuro, se algum desses estrangeiros quiser se tornar cidadão ucraniano, nossa legislação oferece um caminho para isso”, disse ele, de acordo com Ukrinform.

    Na última quinta-feira (3), o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, afirmou que os primeiros 16 mil combatentes estrangeiros estavam indo para o país para se juntar à luta contra a Rússia.

    A CNN não foi conseguiu confirmar esses números. As embaixadas ucranianas têm ajudado a recrutar combatentes estrangeiros, alguns sem qualquer treinamento militar.

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original

    Mais Recentes da CNN