Ao menos 2 pessoas morrem em ataque a tiros em casa noturna na Carolina do Sul

Tiros ocorreram na casa noturna Lavish Lounge, em Greenville; polícia local informou que nenhum suspeito foi preso até o momento

Alta Spells e Eliott C. McLaughlin,

da CNN

Ouvir notícia

Pelo menos duas pessoas foram mortas e outras oito ficaram feridas em um ataque a tiros neste domingo (5) em uma casa noturna de Greenville, na Carolina do Sul, informou a polícia.

Um membro do gabinete do xerife do condado percebeu um distúrbio no clube Lavish Lounge pouco antes das duas da manhã (3h no horário de Brasília). Quando ele entrou no estacionamento do local, ouviu tiros e pediu ajuda de emergência, disse o tenente Jimmy Bolt.

O Departamento de Polícia de Greenville e a Patrulha Rodoviária da Carolina do Sul entraram no local encontraram quatro pessoas feridas dentro da casa noturna, disse Bolt. Os policiais não dispararam suas armas, explicou o tenente.

Outras pessoas feridas também foram levadas para hospitais locais em carros particulares, disse Bolt. Oito pessoas foram feridas pelos disparos e estão em “condições variadas”, disse ele. Ninguém foi preso pelas autoridades até o momento.

Assista e leia também:

Uma pessoa foi morta e outras 11 ficaram feridas em tiroteio em Minneapolis

Três pessoas morrem em ataque com faca na Inglaterra

O clube norturno recebia um grande público para uma apresentação musical no momento do ataque, disse o xerife do condado de Greenville, Hobart Lewis, segundo a WYFF, afiliada da CNN.

“Há muitas garrafas dentro do clube. Tudo está revirado. Há poucas cadeiras lá, comida no chão, algumas garrafas quebradas. As pessoas saíram com pressa. Há também grande quantidade de sangue”, disse Lewis.

O xerife explicou que a polícia investiga se os membros do grupo de música que se apresentava no clube estão envolvidos no ataque. A casa noturna promovia uma performance do rapper Foogiano, de Greensboro, na Geórgia, mas não ficou claro se outros artistas também se apresentaram.

Horas antes do show, Foogiano, que há quatro meses comemorou a assinatura com a gravadora da estrela de hip-hop de Atlanta Gucci Mane, postou no Instragram: “Greenville, vocês estão prontos!? Hoje à noite será um filme”.

Vídeos nas redes sociais parecem indicar ao menos dois suspeitos, disse o xerife.

O governador da Carolina do Sul, Henry McMaster, recusou-se a suspender as restrições às grandes reuniões de grupos até o estado controlar a Covid-19. Os investigadores analisam se os organizadores do show tinham recebido uma permissão, disse Lewis.

Na manhã deste domingo, a casa noturna postou uma mensagem em suas contas de mídia social: “Devido ao resultado do evento (à noite), todos os eventos futuros foram adiados até novo aviso. Vamos atualizá-lo à medida que o tempo avançar!!”, escreveu a Lavish Lounge.

A Carolina do Sul registrou mais de 41 mil casos do novo coronavírus até sexta-feira (3), segundo a Universidade Johns Hopkins. Em sua última atualização no sábado, o Departamento Estadual de Saúde e Controle Ambiental registrou 1.836 novos casos – o Condado de Greenville apareceu em terceiro lugar, com 199 casos.

Mais Recentes da CNN