Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    EUA estão quase sem dinheiro para ajudar a Ucrânia na guerra, alerta Casa Branca

    Governo dos Estados Unidos quer que o Congresso aprove novo montante para planos para a Ucrânia, Israel e a segurança nas fronteiras norte-americanas

    Soldados ucranianos de unidade de defesa aérea próxima a Kiev, na Ucrânia
    Soldados ucranianos de unidade de defesa aérea próxima a Kiev, na Ucrânia 30/11/2023REUTERS/Gleb Garanich

    Jeff MasonPatricia Zengerleda Reuters

    Os Estados Unidos estão ficando sem tempo e dinheiro para ajudar a Ucrânia na guerra com a Rússia, alertaram autoridades da Casa Branca aos líderes do Congresso nesta segunda-feira (4).

    Em outubro, o governo de Joe Biden pediu aos congressistas quase US$ 106 bilhões para financiar planos ambiciosos para a Ucrânia, Israel e a segurança nas fronteiras norte-americanas.

    O Congresso tem de decidir se continua a “apoiar a luta pela liberdade na Ucrânia” ou “ignorar as lições que aprendemos da história e deixar Putin prevalecer”, disse o conselheiro de Segurança Nacional, Jake Sullivan, a jornalistas.

    “Um voto contra o apoio à Ucrânia é um voto para melhorar a posição estratégica de Putin. Essa é apenas uma realidade inevitável”, complementou.

    A diretora de orçamento da Casa Branca, Shalanda Young, advertiu em uma carta ao presidente republicano da Câmara dos Deputados, Mike Johnson, e a outros líderes do Congresso, divulgada na segunda-feira, que o corte do financiamento e o fluxo de armas para a Ucrânia aumentaria a probabilidade de vitória russa.

    “Quero ser clara: sem ação parlamentar, até o fim do ano ficaremos sem recursos para comprar mais armas e equipamentos para a Ucrânia e oferecer equipamentos para os estoques militares dos EUA”, afirmou Young.

    “Não há uma poção mágica de financiamento neste momento. Estamos sem dinheiro, e quase sem tempo”, advertiu.

    Os republicanos controlam a Câmara por uma maioria pequena, e financiar a Ucrânia se tornou um assunto polêmico para alguns legisladores de direita.

    O Congresso já aprovou mais de 110 bilhões de euros para a Ucrânia desde a invasão russa, em fevereiro de 2022. Entretanto, não fez novos aportes desde que os republicanos assumiram o comando da Câmara, em janeiro deste ano.

    Tanto a Câmara quanto o Senado aprovaram, em dezembro de 2022, um pacote de US$ 45 bilhões em assistência militar, financeira e humanitária para os ucranianos, como parte de uma lei de gastos mais ampla.

    Johnson afirmou em uma rede social que o governo Biden “falhou em atender substancialmente” às preocupações dos republicanos sobre a estratégia na Ucrânia. Além disso, destacou que qualquer pacote de segurança nacional precisa incluir dinheiro para a segurança nas fronteiras.

    “Cremos que ambos os assuntos podem ser alvo de acordo se os democratas do Senado e a Casa Branca negociarem de forma razoável”, ponderou o líder na plataforma X, anteriormente chamada de Twitter.

    Até meados de novembro, o Departamento de Defesa dos EUA gastou 97% dos US$ 62,3 bilhões em ajuda suplementar que recebeu do Departamento de Estado e todos os US$ 4,7 bilhões de um fundo de assistência militar, ressaltou Young.