Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Ucrânia investiga se tropas russas mataram soldados após rendição

    incidente ocorreu perto de um posto de observação nos arredores da vila de Stepove, perto de Donetsk, no leste da Ucrânia, alegou comunicado

    Zelensky, presidente da Ucrânia
    Zelensky, presidente da Ucrânia Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelenskiy, em entrevista coletiva durante uma cúpula de líderes da OTAN em Vilnius, Lituânia12/07/2023REUTERS/Kacper Pempel//Foto de arquivo

    Yulia KesaievaBenjamin Brownda CNN

    Promotores ucranianos estão investigando se as tropas russas mataram dois militares ucranianos após a rendição.

    A investigação, que está sendo supervisionada pela Procuradoria-Geral da Ucrânia, foi anunciada um dia depois que o vídeo do incidente foi compartilhado pelo governo ucraniano nas redes sociais.

    incidente ocorreu perto de um posto de observação nos arredores da vila de Stepove, perto de Donetsk, no leste da Ucrânia, informou o escritório em comunicado.

    “O assassinato de prisioneiros de guerra é uma violação grave das Convenções de Genebra e é classificado como um crime internacional grave”, dizia o comunicado.

    Os militares ucranianos disseram no sábado (2) que as imagens mostravam a execução de dois prisioneiros de guerra. A CNN não conseguiu verificar de forma independente a autenticidade do vídeo.

    A Rússia tem sido acusada de cometer uma série de crimes desde que invadiu a Ucrânia, embora o Kremlin tenha negado qualquer irregularidade.

    No início deste ano ,o Tribunal Penal Internacional (TPI) emitiu um mandado de prisão para o presidente russo, Vladimir Putin, por suposto papel em esquema de deportação de crianças ucranianas para a Rússia.

    As autoridades ucranianas investigam um número substancial de casos criminais e crimes de guerra, incluindo 3.000 envolvendo crianças.

    O ombudsman de direitos humanos da Ucrânia, Dmytro Lubinets, escreveu no sábado no Telegram que o assassinato de soldados desarmados “não foi um caso isolado”.

    Um vídeo que surgiu em março parecia mostrar tropas russas executando um soldado ucraniano capturado. Dois vídeos que surgiram no mês seguinte nas redes sociais pró-Rússia pareciam capturar tropas russas decapitando militares ucranianos.

    Lubinets disse acreditar que as autoridades ucranianas seriam capazes de identificar as tropas russas responsáveis.

    “Acredito que as nossas agências policiais e de inteligência serão capazes de identificar os militares russos que cometeram este crime”, acrescentou Lubintes.