EUA: Fazenda de visons no Oregon relata surto de Covid-19

Uma fazenda de visons no estado americano do Oregon relatou um surto do novo coronavírus, que causa a Covid-19, entre visons e trabalhadores rurais

Visons podem contrair o novo coronavírus
Visons podem contrair o novo coronavírus Foto: toadienaulls/ Pixabay

Por Alaa Elassar, da CNN

Ouvir notícia

Uma fazenda de visons no estado americano do Oregon relatou um surto do novo coronavírus, que causa a Covid-19, entre visons e trabalhadores rurais.

Dez testes de visons deram resultado positivo para o novo coronavírus, disse o Departamento de Agricultura do Oregon (ODA) em um comunicado à imprensa na sexta-feira. A fazenda foi colocada em quarentena, o que significa que “nenhum animal ou produto de origem animal pode deixar a fazenda até novo aviso”, de acordo com a ODA.

O fazendeiro e sua equipe foram aconselhados a isolar-se depois que vários casos de Covid-19 foram relatados entre os trabalhadores da fazenda, disse o comunicado.

Leia também:
Após casos de ‘visons zumbis’, Dinamarca quer desenterrar corpos de animais

OMS diz que mutação da Covid-19 em visons é ‘preocupante’, mas pede mais estudos

Do vison ao seu gato: o que se sabe sobre a relação entre Covid-19 e animais

“Estamos engajados com as fazendas de visons do Oregon há algum tempo, fornecendo informações sobre biossegurança para evitar a introdução do SARS-CoV-2 e estamos prontos para responder”, disse o veterinário ODA, Dr. Ryan Scholz.

“O fazendeiro fez a coisa certa ao relatar sintomas por conta própria muito cedo e agora está cooperando conosco e com a Autoridade de Saúde do Oregon (OHA) no cuidado de seus animais e equipe. Até agora, não temos relatos de mortalidade de vison ligada à doença, mas isso pode mudar à medida que o vírus progride”.

Uma equipe veterinária de saúde pública está trabalhando com as pessoas afetadas pelo surto, garantindo que a equipe tenha equipamento de proteção individual e os suprimentos necessários para seguir as orientações do novo coronavírus, de acordo com a OHA.

“A segurança do trabalhador é crítica para proteger as pessoas e os animais nas fazendas de visons”, disse o veterinário de saúde pública da OHA, Dr. Emilio DeBess. “Nossa melhor arma contra o vírus no momento é a educação. Estamos fornecendo testes, orientação e apoio específico no local de trabalho e fornecendo EPIs adicionais para o fazendeiro, os funcionários e suas famílias para ajudar a reduzir a disseminação do vírus.”

Este ano, o vírus foi detectado em visons em sete países, incluindo Holanda, Dinamarca, Itália, Suécia e Espanha, e três estados dos EUA, Utah, Michigan e Wisconsin, de acordo com a ODA.

Milhares de visons morreram em fazendas de peles em Utah e Wisconsin após uma série de surtos deo novo coronavírus. Em Utah, os fazendeiros perderam pelo menos 8.000 visons para a Covid-19.

Atualmente, não há evidências de que os animais, incluindo o vison, desempenhem um papel significativo na transmissão do vírus aos humanos, de acordo com o CDC e o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos. O risco de animais espalharem Covid-19 para humanos é considerado baixo.

O USDA anuncia casos confirmados do novo coronavírus em animais cada vez que é encontrado em uma nova espécie. Todos os casos confirmados em animais são publicados no site do departamento

 

Mais Recentes da CNN