Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    EUA, Japão e Coreia do Sul alertam para resposta em caso de teste nuclear norte-coreano

    Washington e seus aliados apontam escala de resposta "sem paralelo" e afirmam acreditar que a Coreia do Norte pode estar prestes a retomar testes de bombas nucleares

    Kiyoshi Takenakada Reuters

    em Tóquio

    Estados Unidos, Japão e Coreia do Sul alertaram nesta quarta-feira (26) que uma escala de resposta “sem paralelo” estaria garantida se a Coreia do Norte realizar um sétimo teste de bomba nuclear.

    Washington e seus aliados afirmam acreditar que a Coreia do Norte pode estar prestes a retomar os testes de bombas nucleares pela primeira vez desde 2017.

    “Concordamos que uma escala de resposta sem paralelo seria necessária se a Coreia do Norte avançar com um sétimo teste nuclear”, disse o primeiro vice-ministro das Relações Exteriores da Coreia do Sul, Cho Hyun-dong, em entrevista à imprensa em Tóquio, no Japão.

    Cho estava falando ao lado de seus colegas de Japão e EUA, o vice-ministro das Relações Exteriores Takeo Mori e a vice-secretária de Estado Wendy Sherman.

    Os Estados Unidos e seus aliados ofereceram poucos detalhes sobre quais novas medidas podem tomar, e observadores dizem que têm poucas boas opções para evitar um novo teste.

    Pela primeira vez desde que a Coreia do Norte começou a testar armas nucleares em 2006, a China e a Rússia este ano vetaram um esforço liderado pelos EUA para sanções adicionais do Conselho de Segurança das Nações Unidas.

    “Pedimos à Coreia do Norte que se abstenha de mais provocações”, disse Sherman, chamando-as de “imprudentes e profundamente desestabilizadoras para a região”.

    “Qualquer coisa que aconteça aqui, como um teste nuclear norte-coreano… tem implicações para a segurança do mundo inteiro”, afirmou ela, enviando uma mensagem velada aos apoiadores de Pyongyang, China e Rússia, no Conselho de Segurança da ONU.