Europa atinge recorde de casos de Covid-19 na véspera do Natal

Países europeus registraram nos últimos dias recorde de casos de coronavírus, conforme a variante Ômicron avança pelo continente

Homem de máscara passa em frente a ilustração de vírus em Oldham, no Reino Unido
Homem de máscara passa em frente a ilustração de vírus em Oldham, no Reino Unido FILEDIMAGE

Da CNN Brasil

São Paulo

Ouvir notícia

Nesta sexta-feira (24), o Reino Unido anunciou novo recorde de 122.186 novos casos de Covid-19, ante 119.789 na quinta-feira.

Dados do governo britânico mostraram que houve 137 novas mortes em 28 dias após um teste de Covid-19 positivo, ante 147 na quinta-feira, e elevando o total durante a pandemia para 147.857.

A Itália também registrou recorde: foram 44.595 novos casos de coronavírus só ontem — um aumento de mais de 70% em apenas uma semana, com a variante infecciosa Ômicron começando a se manifestar em todo o país.

O ministro da Saúde italiano, Roberto Speranza, disse que o uso de máscara seria obrigatório novamente ao ar livre e ordenou que as pessoas usassem as máscaras faciais Ffp2 mais protetoras nos transportes públicos e em locais públicos, como teatros, cinemas e eventos esportivos.

Além disso, shows e eventos ao ar livre serão proibidos na Itália até 31 de janeiro, e as danceterias e danceterias terão que fechar suas portas até essa data, em um esforço para evitar a socialização em massa durante o período de férias.

Assim como a Itália, a França também atingiu recorde de casos de Covid-19 ontem: foram 91.608 casos registrados.

Quarta dose na Áustria

Em meio ao aumento do número de casos, o governo austríaco já fala em quarta dose de vacina para conter a Covid-19 no país. Segundo orientação do Conselho Nacional de Vacinação da Áustria, anunciado ontem, o países deve

oferecer a alguns profissionais de saúde e outros profissionais importantes uma quarta dose da vacina contra o coronavírus.

“Em vista de uma onda iminente de Ômicron, (uma quarta vacinação) pode ser oferecida em áreas de alto risco (por exemplo, pessoal de saúde exposto) e em áreas sistemicamente críticas a partir de seis meses após a terceira vacinação”, disse o conselho.

Recorde também na Coreia do Sul

A Coreia do Sul registrou hoje número recorde de pacientes com Covid-19 em estado crítico pelo terceiro dia consecutivo, de acordo com a Agência Coreana de Controle e Prevenção de Doenças (KDCA).

Cerca de 1.084 pacientes estavam na UTI na quinta-feira, disse o KDCA. A Coreia do Sul também relatou 56 novas mortes em Covid, elevando o número nacional de mortos para 5.071.

Até a meia-noite, hora local, de sexta-feira, 85,5% da população havia recebido sua primeira dose da vacina Covid-19 e 82,3% da população recebeu uma segunda dose.

*Com informações da Reuters

Mais Recentes da CNN