Ex-assessor critica liderança de Boris Johnson no início da pandemia

Dominic Cummings afirmou em depoimento à comissão parlamentar que primeiro-ministro não levava o vírus a sério 

Flávia Duarte, da CNN, em Londres 

Ouvir notícia

Dominic Cummings, o ex-conselheiro do primeiro-ministro britânico Boris Johnson, descreveu como “catastrófica” a forma como o mesmo liderou a sua equipe no início da pandemia de Covid-19. No depoimento a uma comissão parlamentar, o ex-assessor afirmou que Johnson minimizou a ameaça do coronavírus. 

Na fala, Cummings também relatou que ouviu o primeiro-ministro dizer que preferia que corpos se amontoassem a ter que impor um novo bloqueio nacional no ano passado. Johnson negou ter feito essa declaração e ainda assumiu total resposabilidade pela gestão da pandemia, explicando que seguiu o conselho dos cientistas e o governo trabalhou para salvar vidas. 

Apesar das críticas, ex-assessor pediu desculpas às famílias de dezenas de milhares de pessoas que, segundo ele, morreram desnecessariamente. 

O Reino Unido já registrou quase 4,5 milhões casos de Covid-19 e mais de 128 mil mortes. No país, mais de 70% da população adulta está vacinada com pelo menos uma dose do imunizante contra a doença. 

Ex-conselheiro de Boris Johnson, Dominic Cumming
Ex-conselheiro de Boris Johnson, Dominic Cumming criticou o governo sobre ações na pandemia (27.mai.2021)
Foto: Reprodução / CNN

Mais Recentes da CNN