Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Exclusivo: Casa Branca começará a pagar seus estagiários

    Medida anunciada por Biden e Kamala muda política de longa data do governo dos EUA; estagiários receberão US$ 750 por semana

    Betsy Kleinda CNN

    em Washington, D.C.

    A Casa Branca está encerrando uma antiga barreira de entrada para muitos jovens americanos ao anunciar que pagará seus estagiários a partir deste outono, que, nos Estados Unidos, ocorre entre setembro e novembro.

    “O presidente Biden e a vice-presidente Harris estão anunciando o lançamento do Programa de Estágio da Casa Branca e que, pela primeira vez na história, os estagiários da Casa Branca serão pagos. A primeira turma começará no outono de 2022”, afirma um comunicado da Casa Branca compartilhado exclusivamente com a CNN.

    Os estagiários receberão US$ 750 por semana através de uma bolsa, de acordo com a página “Perguntas Frequentes” do site de estágio da Casa Branca. Espera-se que os estagiários trabalhem pelo menos 35 horas por semana, disse o site, elevando a taxa horária para um máximo de US$ 21,43 por hora.

    “As bolsas são desembolsadas em duas parcelas: os participantes receberão o primeiro pagamento no início ou próximo ao início do programa e o pagamento final após a conclusão bem-sucedida do programa”, disse o site.

    A declaração da Casa Branca à CNN descreveu a mudança para pagar estagiários como um “marco significativo” que “ajudará a remover as barreiras à igualdade de oportunidades para estudantes de baixa renda e profissionais no início de suas carreiras e ajudará a garantir que os estagiários da Casa Branca reflitam a diversidade da América”.

    Os estágios serão financiados por meio de uma provisão para estágios na Casa Branca inserida na enorme lei de financiamento do governo aprovada no início deste ano. Os candidatos em potencial podem começar a se inscrever a partir desta segunda-feira (6) e serão notificados em agosto.

    Começando mais de 18 meses após a posse do presidente Joe Biden, marca a primeira vez que a Casa Branca de Biden terá uma turma completa de estagiários devido aos desafios da pandemia de Covid-19.

    “A turma de outono de 2022 será realizada pessoalmente no campus da Casa Branca. A liderança do programa continuará monitorando o cenário de saúde pública relacionado ao Covid-19 e adaptará a abordagem do programa para garantir um ambiente de trabalho seguro e saudável”, disse a Casa Branca.

    Há muito tempo há pressão sobre a Casa Branca para pagar seus estagiários, muito atrasada em relação a muitos empregadores do setor privado. O estágio sempre foi não remunerado e não houve provisão de alojamento ou custo de vida, criando um encargo significativo para os escolhidos para a função de prestígio e afastando muitos candidatos qualificados.

    A campanha de base Fair Pay lançou esforços para pedir ao então presidente Barack Obama que pagasse seus estagiários em 2013, quando Obama passou o verão defendendo aumentos do salário mínimo em todo o país.

    “Não acreditamos que a Casa Branca possa, de boa fé, buscar o salário mínimo e, ao mesmo tempo, ter funcionários não remunerados”, disse Mikey Franklin, da Fair Pay Campaign, na época.

    O grupo de defesa sem fins lucrativos Pay Our Interns começou a fazer campanha na Casa Branca para pagar seus estagiários em outubro de 2019, enviando uma carta para a transição Biden-Harris em dezembro de 2020 assinada por mais de 200 ex-alunos do programa de estágio da Casa Branca.

    O grupo posteriormente pressionou os congressistas para incluir US$ 4,5 milhões para programas de estágio da Casa Branca no projeto de lei de financiamento do governo aprovado em março.

    “Estamos satisfeitos que a Casa Branca tenha dado este importante passo em frente para que a oportunidade de servir o país esteja aberta a todas as pessoas, não apenas àqueles que podem trabalhar de graça. Esperamos que este novo anúncio envie uma mensagem forte para o resto do governo federal e de outros setores que é social e moralmente inaceitável ter estágios não remunerados”, disse o cofundador da Pay Our Interns e ex-estagiário não remunerado da Casa Branca, Carlos Mark Vera, em comunicado à CNN.

    Biden e a vice-presidente Kamala Harris, disse a Casa Branca nesta quinta-feira (2), “se comprometeram a construir um governo que se pareça com a América, acreditando que pessoas qualificadas de todas as origens e estilos de vida devem ter oportunidades iguais de servir nossa nação. Esse compromisso se reflete em cada turma do Programa de Estágio da Casa Branca, e todos os que estiverem interessados ​​e atenderem aos critérios estabelecidos são altamente incentivados a se inscrever.”

    O estágio vai de 12 de setembro a 16 de dezembro e está aberto a estudantes universitários, aqueles que se formaram nos últimos dois anos ou veteranos com diploma do ensino médio que serviram na ativa nos últimos dois anos, disse a Casa Branca.

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original