Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Guarda egípcio morre em tiroteio na fronteira de Rafah; Israel e Egito investigam

    "O incidente está sendo analisado e discussões estão sendo mantidas com os egípcios", disseram os militares em comunicado

    Fumaça durante ataque israelense em Rafah
    Fumaça durante ataque israelense em Rafah 24/5/2024 REUTERS/Mohammed Salem

    James Mackenzieda ReutersNafisa Eltahirda Itatiaia em Jerusalém e no Cairo

    Um membro das forças de segurança do Egito foi morto em um tiroteio perto da passagem de fronteira de Rafah, entre o Egito e a Faixa de Gaza, e uma investigação está em andamento, disse um porta-voz militar do Egito em um comunicado nesta segunda-feira (27).

    Os militares de Israel haviam dito anteriormente que estavam investigando relatos de uma troca de tiros entre soldados israelenses e egípcios.

    “Há algumas horas (segunda-feira), ocorreu um tiroteio na fronteira egípcia. O incidente está sob revisão e discussões estão sendo mantidas com os egípcios”, disseram os militares israelenses em comunicado.

    Israel assumiu o controle da passagem fronteiriça de Rafah no lado de Gaza, no início deste mês, ao intensificar a sua ofensiva militar na área, atraindo críticas do Egito.

    O Egito está preocupado com a possibilidade dos palestinos serem deslocados do sul de Gaza pela ofensiva, e também acusou repetidamente Israel de atrasar as entregas de ajuda humanitária ao território, algo que Israel nega.

    O Egito e Israel assinaram um tratado de paz em 1979 e têm cooperado estreitamente em questões de segurança em torno das fronteiras entre Israel, a Península do Sinai do Egito e a Faixa de Gaza.

    Eles defenderam conjuntamente um bloqueio a Gaza depois que o Hamas assumiu o controle do território em 2007.

    Os incidentes de segurança entre os dois países têm sido raros.

    Em outubro de 2023, duas semanas após o início da guerra em Gaza, Israel disse que um dos seus tanques atingiu acidentalmente uma posição egípcia perto da fronteira com Gaza, e o Egito disse que vários guardas de fronteira egípcios sofreram ferimentos ligeiros.

    Em junho de 2023, três soldados israelenses e um oficial de segurança egípcio foram mortos num confronto na fronteira.