Explosão em região de mina de ouro em Gana deixa ao menos 13 mortos

Caminhão que transportava explosivos para local de mineração colidiu com uma motocicleta, provocando uma explosão que destruiu uma comunidade rural

Sobreviventes em estado crítico estão sendo levados para instalações médicas na capital Acra, disse o governo ganês.
Sobreviventes em estado crítico estão sendo levados para instalações médicas na capital Acra, disse o governo ganês. Reprodução / Reuters

Cooper InveenChristian Akorlieda Reuters

em Acra, Gana

Ouvir notícia

Pelo menos 13 pessoas morreram e dezenas ficaram feridas quando um caminhão que transportava explosivos para uma mina de ouro no oeste de Gana colidiu com uma motocicleta, provocando uma explosão que destruiu uma comunidade rural, disse o governo ganês nesta sexta-feira (21).

Madeira fumegante e chapas de metal rasgadas marcavam o local onde havia centenas de casas, em Apiate, um assentamento a cerca de 200 quilômetros a oeste da capital Acra.

A explosão ocorreu na quinta-feira (20) e deixou uma cratera de aproximadamente 20 metros de largura. Portas e telhados foram arrancados de outros prédios, segundo um repórter da Reuters no local.

Equipes de resgate vasculhavam o local enquanto escavadeiras cavavam entre as pilhas maiores de sujeira e detritos.

“Vimos danos a vidas e propriedades aqui que são simplesmente indescritíveis”, disse Daniel Adu-Gyamfi, estudante de uma faculdade de mineração próxima que veio se voluntariar com a equipe de resposta.

“Ontem… você podia ver restos humanos por toda parte”, acrescentou

Cerca de 180 pessoas ficaram feridas pela explosão, disse a polícia.

Em um vídeo aparentemente filmado em Apiate, pessoas podem ser vistas caminhando em direção a um incêndio na beira da estrada quando uma forte explosão atinge o assentamento.

Não ficou imediatamente claro o que causou o acidente. A polícia disse que uma motocicleta colidiu com um caminhão e pegou fogo, e um comunicado do governo sugeriu que um transformador de energia na estrada poderia ser uma das causas.

O caminhão era de propriedade de uma empresa chamada Maxam, que transportava explosivos para a mina de ouro Chirano, administrada pela Kinross Gold Corporation, com sede em Toronto, disse a polícia.

A Kinross disse que planeja fornecer apoio às equipes de resgate e itens de socorro aos afetados. Maxam não respondeu aos pedidos de comentário.

O transporte dos explosivos seguiu o procedimento adequado e o caminhão tinha escolta policial, disse Kwesi Ofori, diretor de assuntos públicos do Serviço de Polícia de Gana, a repórteres no local.

A polícia está tratando o local como uma cena de crime enquanto investiga, disse ele, sem fornecer detalhes.

Evacuação Rápida

O número de mortos poderia ter sido muito pior.

Houve uma pausa entre a colisão e a explosão, o que deu tempo ao motorista para gritar à comunidade que estavam em perigo, disse o porta-voz da polícia Ofori.

Os professores de uma escola próxima foram os primeiros a serem informados e evacuaram as crianças.

“(O motorista) também anunciou para a maioria dos membros da comunidade que deveriam sair dali, incluindo o motociclista”, disse Ofori.

Mais cedo nesta sexta-feira (21), o governo disse que o número de mortos era de 17, contando erroneamente quatro pessoas que estão vivas, mas em estado crítico, disse Ofori.

Em uma visita a Apiate, perto das cidades de Bawdie e Bogoso, o vice-presidente Mahamudu Bawumia aplaudiu os esforços de resgate e disse que o governo está trabalhando para criar moradias temporárias para aqueles que perderam suas casas.

“Aprendemos lições agora e outras que virão muito mais tarde. Por enquanto, estamos muito preocupados em como concluir esse esforço de resgate”, disse ele.

Informações adicionais de Nellie Peyton e Edward McAllister, da Reuters

Mais Recentes da CNN