Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Falha em aquecedor elétrico causou incêndio que matou 17 pessoas em Nova York

    Informação é de autoridades municipais. Entre os mortos, estão oito crianças; prédio oferece moradia acessível para famílias e concentra imigrantes da Gâmbia

    Da Reuters

    Um incêndio iniciado por um falha em um aquecedor elétrico causou a morte de 17 pessoas em um prédio no bairro do Bronx, na cidade de Nova York no domingo (10), afirmaram autoridades municipais.

    Entre os mortos estão oito crianças. Dezenas de pessoas ficaram feridas.

    O prefeito de Nova York, Eric Adams, com pouco mais de uma semana no cargo, confirmou o número de mortes  no incêndio, que começou por volta das 11h no prédio de 19 andares no Twin Parks North West.

    Inicialmente, o prefeito havia informado 19 mortes, entre elas as de 9 crianças. Adams revisou o número de mortos na segunda-feira (10), dizendo que era uma situação em evolução.

    Uma apuração da CNN nos hospitais locais mostra que pelo menos oito pacientes ainda estão hospitalizados por conta do incêndio, enquanto pelo menos 25 pessoas foram tratadas e liberadas.

    A localidade oferece moradia acessível para famílias e concentra imigrantes da República de Gâmbia, na África.

    Mais cedo no domingo, autoridades informaram que 32 pessoas haviam sido hospitalizadas em estado grave e que 60 pessoas ficaram feridas no total.

    As internações e mortes estão relacionadas ao fogo e à inalação de fumaça, que se alastrou pelo edifício durante uma das frias manhãs de inverno em Nova York.

    “Esse é um momento doloroso e horrível para a cidade de Nova York”, disse Adams a jornalistas. “Os números são horríveis.”

    O incêndio começou com um aquecedor elétrico individual em um apartamento que se estende pelo segundo e terceiro andares do edifício. O fogo não foi além dos corredores que davam acesso ao apartamento, segundo as autoridades.

    Mas a fumaça se espalhou por todos os andares do edifício de 120 apartamentos, provavelmente por conta da porta do apartamento ter sido deixada aberta, afirmou o comissário de Bombeiros Daniel Nigro a jornalistas em um comunicado à imprensa.

    “Os bombeiros encontraram vítimas em diferentes andares nas escadas e as retiraram com paradas cardiorrespiratórias”, disse Nigro.

    Reportagem de Maria Caspani, Gabriella Borter, Eric Beech, Michael Martina, Alexandra Ulmer, Doina Chiacu, Katharine Jackson, e Lloyd Mitchell, da Reuters