Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    FBI diz que queda de ponte atingida por navio nos EUA não tem ligação com terrorismo

    Equipes de resgate estão procurando pelo menos sete pessoas na água depois que um enorme navio porta-contêineres colidiu com a ponte Francis Scott Key

    Holmes Lybrand

    O colapso de uma ponte na cidade de Baltimore, nos Estados Unidos, não possui ligação com terrorismo, apontaram as primeiras avaliações das autoridades americanas.

    Em um comunicado divulgado nesta terça-feira (26), o escritório local do FBI em Baltimore disse que “não havia nenhuma informação específica e crível que sugerisse qualquer ligação com o terrorismo neste momento” em relação ao colapso da ponte.

    As equipes de resgate estão procurando pessoas na água depois que um enorme navio porta-contêineres colidiu com a ponte Francis Scott Key na manhã desta terça-feira.

    O secretário de Transportes de Maryland, Paul Wiedefeld, disse que oito pessoas estavam na Key Bridge no momento do seu colapso.

    Falando a repórteres em entrevista coletiva, Wiedefeld disse que duas dessas pessoas foram encontradas – uma está no hospital, a outra está bem e a busca pelas outras seis continua.

    A colisão causou o colapso da ponte e jogou pessoas e veículos para a água gelada, disse o chefe do Corpo de Bombeiros da cidade de Baltimore, James Wallace, durante uma coletiva de imprensa na manhã de terça-feira.

    Duas pessoas foram retiradas do rio Patapsco, disse Wallace. Um deles não ficou ferido e o outro foi levado para um centro de trauma local em “estado muito grave”, disse ele.

    Acredita-se que vários veículos tenham caído na água, incluindo um tão grande quanto um trator rebocador, disse Kevin Cartwright, diretor de comunicações do Corpo de Bombeiros da cidade de Baltimore.

    “Temos uma tragédia indescritível”, disse o prefeito de Baltimore, Brandon Scott, à CNN.

    “Havia pessoas trabalhando na ponte no momento. Há carros na água – nosso corpo de bombeiros confirmou isso enquanto lideram esta missão de busca e resgate por meio de sonar. É aí que está o nosso foco – é sobre essas almas, essas pessoas que estamos tentando encontrar e tirar desta água”, disse Scott.

    Trabalhadores da construção contratados pela agência estadual de transportes estavam fazendo reparos na ponte no momento do colapso, disse o secretário de Transportes de Maryland, Paul Wiedefeld, na manhã de terça-feira. Ele não especificou quantos trabalhadores estavam lá.

    O navio, que atingiu a ponte pouco antes da 1h30 (2h30, no horário de Brasília), era o DALI, um navio porta-contêineres com bandeira de Singapura, disse Kimberly Reaves, oficial de relações públicas do 5º Distrito da Guarda Costeira dos EUA.

    O navio tem cerca de 984 pés de comprimento, de acordo com dados da MarineTraffic.

    As luzes do navio piscaram e uma nuvem escura de fumaça pôde ser vista saindo dele antes de se desviar em direção a um pilar da ponte pouco antes do impacto, mostra a análise da CNN de dados do site de rastreamento de navios MarineTraffic.

    Nenhum membro da tripulação do navio ficou ferido, informou a empresa de gerenciamento de navios Synergy Group em um comunicado.

    Várias agências estão investigando o acidente, embora atualmente “não haja absolutamente nenhuma indicação de que tenha sido intencional”, disse o comissário de polícia de Baltimore, Richard Worley, na manhã de terça-feira.

    A ponte de 2,5 quilômetros e quatro pistas se estende sobre o rio Patapsco e serve como travessia externa do porto de Baltimore e uma ligação essencial da I-695, ou Baltimore Beltway.

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original