Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Funeral da rainha terminará com silêncio de dois minutos no Reino Unido

    Cerimônia privada será realizado para a família no dia 19 de setembro; Elizabeth II será sepultada com seu falecido marido de 73 anos, o príncipe Philip

    Max FosterLauren Said-Moorhouseda CNN

    Um silêncio nacional de dois minutos será realizado pouco antes do funeral de Estado da rainha Elizabeth II terminar na segunda-feira (19), revelaram autoridades do palácio.

    Os arranjos meticulosamente planejados devem ser uma despedida adequada ao monarca mais antiga da Grã-Bretanha, e verá o rei Charles III e membros da família real caminharem atrás do caixão mais uma vez, que é movido do coração do parlamento britânico para Westminster.

    Falando em nome de muitas agências e departamentos envolvidos no funeral, o Earl Marshal, o Duque de Norfolk, disse que orquestrar o evento era “ao mesmo tempo humilhante e assustador”.

    Ele acrescentou que o objetivo era “unir pessoas em todo o mundo e ressoar com pessoas de todas as religiões, enquanto cumpria os desejos de Sua Majestade e de sua família de prestar uma homenagem adequada a um reinado extraordinário”.

    A rainha morreu há uma semana, aos 96 anos, em sua casa de campo de Balmoral Castle, na Escócia.

    Chefes de Estado, membros da realeza europeia e dignitários de todo o mundo descerão à capital inglesa para se juntar à família real em homenagem à vida da rainha e ao serviço inabalável à nação e à Commonwealth na próxima semana.

    Embora nenhuma lista oficial de convidados ainda tenha sido publicada, os convites foram enviados. O presidente dos EUA, Joe Biden, foi um dos primeiros a confirmar sua presença no evento em Londres, no qual são esperadas 2.000 pessoas.

    O palácio delineou o que esperar durante os eventos cerimoniais de segunda-feira para o falecido monarca em um briefing na quinta-feira.

    A procissão para a Abadia de Westminster

    No dia do funeral, por volta das 10h35 (6h35 horário de Brasília), o caixão será retirado do catafalco onde estava descansando por um grupo de portadores fundado pela Companhia da Rainha, 1º Batalhão de Guardas de Granadeiros, e transportado em procissão de Westminster Hall para o State Gun Carriage da Marinha Real, disse um alto funcionário do palácio.

    A carruagem de armas também foi usada para os funerais de monarcas anteriores, incluindo os do rei Eduardo VII, do rei George V e do rei George VI. Também foi usado para os funerais do primeiro primeiro-ministro da rainha, Winston Churchill, e seu primo, Lord Louis Mountbatten.

    De acordo com a tradição anterior, a carruagem de armas partirá às 10h44 e será puxada por 142 Royal Naval Ratings, que são funcionários de serviço, de acordo com o alto funcionário do palácio.

    Em seguida, ele será processado na curta jornada do New Palace Yard até a Abadia de Westminster, que será alinhada pela Marinha Real e pelos Fuzileiros Navais Reais. A procissão será liderada por um aglomerado de flautas e tambores de regimentos escoceses e irlandeses, a Brigada de Gurkhas e a Força Aérea Real com músicos totalizando 200.

    O rei, membros da família real e membros de ambas as famílias do monarca e do príncipe de Gales seguirão diretamente atrás do caixão.

    Para a viagem, o caixão será ladeado pelo grupo de portadores, caixões encontrados em escudeiros de serviço à Rainha, além de destacamentos de Guardas do Rei do Corpo de Honra dos Cavalheiros de Armas, Yeomen of the Guard e Royal Company de Arqueiros.

    O rei Charles III faz um discurso no Westminster Hall no Parlamento em 12 de setembro de 2022 em Londres, Inglaterra.
    O rei Charles III faz um discurso no Westminster Hall no Parlamento em 12 de setembro de 2022 em Londres, Inglaterra. / Henry Nicholls – WPA Pool/Getty Images

    O serviço fúnebre

    O serviço será conduzido pelo Rev. David Hoyle, Reitor de Westminster, na Abadia de Westminster, a partir das 11h (7h horário de Brasília).

    A Primeira-Ministra do Reino Unido, Liz Truss, e Patricia Scotland, Secretária-Geral da Commonwealth, lerão as lições. O arcebispo de Canterbury, Justin Welby, fará um sermão.

    Perto do final do culto, por volta das 11h55, a Última Marcha soará antes que o silêncio de dois minutos seja observado.

    O funeral de estado será encerrado pelo Queen’s Piper, que ao meio-dia (8h horário de Brasília) tocará uma Reveille, o Hino Nacional e um Lament.

    Após o funeral de estado, o caixão será transportado do salão para Wellington Arch – novamente com o rei Charles III liderando alguns membros da família real a pé atrás, enquanto Camilla, a rainha consorte e outros seguem de carro – antes de fazer sua viagem final. de Londres para Windsor.

    Seu destino: a Capela de São Jorge, dentro dos terrenos do Castelo de Windsor, onde acontecerá uma missa por volta das 16h (12h horário de Brasília), conduzida pelo Reitor de Windsor. O funeral do príncipe Philip também foi realizado lá em 2021.

    O Joalheiro da Coroa estará presente e, antes do hino final, retirará a Coroa do Estado Imperial, o Orbe e o Cetro, que posteriormente serão devolvidos à Torre de Londres.

    Na conclusão do serviço, o caixão da rainha será baixado no Royal Vault abaixo da capela.

    Um funeral privado será realizado para a família mais tarde, e a rainha será sepultada com seu falecido marido de 73 anos, o príncipe Philip, na Capela Memorial do Rei George VI. Localizado em outro lugar em St. George’s, é onde o pai e a mãe da rainha também foram enterrados e onde permanecem as cinzas de sua irmã Margaret.

    Membros da família real britânica, entre eles o rei Charles III e os príncipes William e Harry, acompanham o caixão da rainha Elizabeth II em procissão no centro de Londres. / Victoria Jones/Pool via REUTERS

    Um reino de luto

    Os enlutados fizeram fila durante a noite para ter a chance de passar pelo caixão da rainha em Westminster Hall e prestar seus respeitos. A fila de visitantes tem vindo a aumentar desde que as portas se abriram ao público.

    Nesta quinta-feira (15), na hora do almoço, a linha se estendia por cerca de 6,4 quilômetros ao longo do rio Tâmisa, passando pela Tower Bridge, de acordo com um rastreador oficial.

    O Palácio de Buckingham também disse que os filhos da rainha Elizabeth II montariam uma vigília ao redor de seu caixão na noite de sexta-feira, semelhante à guarda na Catedral de St. Giles, na Escócia, no início desta semana.

    O rei Charles III será acompanhado pela princesa Anne e pelos príncipes Andrew e Edward ao redor do caixão.

    O palácio também revelou que o rei fará uma recepção para os chefes de estado visitantes no Palácio de Buckingham no domingo, antes do funeral do estado.

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original