EUA estudam mandar doses da vacina de Oxford para Canadá e México

Os Estados Unidos visam inicialmente distribuir doses da vacina para as cidades fronteiriças com o México e o Canadá

Kylie Atwood, da CNN

Ouvir notícia

A administração do presidente Joe Biden está considerando o envio de algumas doses da vacina AstraZeneca contra a Covid-19  que armazenadas e aguardando a aprovação oficial para uso em cidades da fronteira dos Estados Unidos com o México e Canadá, de acordo com informações divulgadas por alto funcionário do governo.

Discussões intensas estão ocorrendo após um pedido de doses de ambos os países e, pelo menos para o México, um acordo pode ser anunciado já na sexta-feira, segundo autoridades mexicanas.

“Eu diria que fizemos um bom progresso, mas os detalhes, números, provisões, não serão conhecidos até sexta-feira”, disse o chanceler mexicano, Marcelo Ebrard, a repórteres na manhã de terça-feira (16), segundo a Reuters. “Solicitamos o máximo possível (doses de AstraZeneca).”

O governo Biden se comprometeu a ter vacinas suficientes para todos os americanos antes de compartilhar as doses e, se esse acordo for firmado, será a primeira vez que os Estados Unidos compartilharão vacinas diretamente com outro país. Provavelmente, também daria um grande impulso aos esforços de vacinação no Canadá e no México, que estão lutando para lançar suas vacinas em comparação com os Estados Unidos.

Na quarta-feira (17), a secretária de imprensa da Casa Branca, Jen Psaki, confirmou que os pedidos do México e do Canadá foram recebidos e que estão sendo considerados com cuidado. Ela não forneceu detalhes sobre quando uma decisão seria alcançada.

(Texto traduzido; Leia aqui a versão original em inglês)

Mais Recentes da CNN