Greenpeace expõe estátuas de gelo de Trump e Bolsonaro em protesto pelo clima

Grupo de ativismo ambiental afirma em redes sociais que os líderes são "vilões do clima"

Protesto do Greenpeace em Nova York
Protesto do Greenpeace em Nova York Foto: Reprodução/Instagram @greenpeacebrasil

Luana Franzão*,

da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

“Estes são vilões do clima e da biodiversidade!”, afirma a postagem feita pelo Greenpeace na sua página do Instagram, que mostra duas estátuas de gelo expostas em Nova York, uma de Donald Trump, presidente dos Estados Unidos, e outra de Jair Bolsonaro, presidente do Brasil.

Esta quarta-feira (30) foi o dia escolhido para o protesto pois a Cúpula da Organização das Nações Unidas (ONU) sobre Biodiversidade aconteceu neste dia na cidade americana. 

De acordo com o Greenpeace, “a ação é um protesto contra as políticas anti ambientais adotadas por esses governos, que alimentam ativamente o colapso da biodiversidade e a crise do clima”. 

Jair Bolsonaro discursou na Cúpula, e respondeu à polêmica internacional sobre a Amazônia. “Recordo que a convenção sobre a biodiversidade consagra o direito soberano dos Estados de explorarem seus recursos nacionais em conformidade com suas políticas ambientais, e é exatamente isso que pretendemos fazer com a enorme riqueza que existe no território brasileiro”, disse ele. 

Leia também:
‘Rechaço cobiça internacional sobre Amazônia’, diz Bolsonaro em cúpula da ONU
Bolsonaro responde sobre preservação da Amazônia: ‘lamentável, sr. Joe Biden’
Em 18 anos, Amazônia perdeu 269 mil km², indica estudo

A declaração vem depois de diversas críticas de líderes e organizações de todo o mundo, principalmente da Europa. O candidato democrata à presidência dos Estados Unidos, Joe Biden, chegou a mencionar a degradação da floresta amazônica no debate contra seu adversário na terça-feira (29).

Donald Trump também possui um histórico de polêmicas com a questão ambiental, principalmente em relação à saída dos Estados Unidos do Acordo de Paris, um tratado internacional que regula medidas ambientais.

Na postagem, a organização de ativismo ambiental também afirmou: “Enquanto líderes se reúnem para discutir a proteção da natureza, nós estamos protestando contra governos que trabalham na direção oposta, ou seja, pela extinção da natureza”.

Leia o texto da postagem na íntegra:

Estes governos são vilões do clima e da biodiversidade! As esculturas de @jairmessiasbolsonaro e @realdonaldtrump estão expostas em Nova York, durante a Cúpula da Onu sobre Biodiversidade que acontece hoje (30). 

A ação é um protesto contra as políticas antiambientais adotadas por esses governos, que alimentam ativamente o colapso da biodiversidade e a crise do clima. 

Os Estados Unidos da América e o Brasil estão entre as nações de maior biodiversidade do planeta. No entanto, os presidentes de ambas as nações estão promovendo ativamente uma agenda anti-ambiental, alimentando a crise da biodiversidade e ameaçando os direitos dos povos indígenas. 

Enquanto líderes se reúnem para discutir a proteção da natureza, nós estamos protestando contra governos que trabalham na direção oposta, ou seja pela extinçãoo da natureza. #BrasilEmChamas #Li´deresDaExtinção #ProjetaOsOceanos

(*sob supervisão de Luiz Raatz)

Mais Recentes da CNN