Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Greta Thunberg termina ensino médio, encerra greves escolares e promete seguir protestando

    Ativista sueca iniciou movimento global de protestos nas escolas contra as mudanças climáticas

    Greta Thumberg se formou no ensino médio
    Greta Thumberg se formou no ensino médio Reprodução/Twitter

    Da CNN

    Em São Paulo

    Ativista climática Greta Thunberg, de 20 anos, se formou nesta sexta-feira (9) no ensino médio e anunciou o fim das greves escolares que ela lidera e organiza desde 2018.

    A saída da sueca da escola não significa o fim da militância a favor do meio ambiente e contra as mudanças climáticas, promete em uma série de publicações feitas em sua conta no Twitter.

    “Me formei hoje no colégio, o que significa que eu não posso mais fazer greves escolares pelo clima. Logo, essa é a minha última”, escreveu ao publicar uma foto de seu último protesto na escola.

    Greta começou a militar aos 15 anos quando começou a faltar às aulas para protestar sozinha em frente ao parlamento da Suécia. “Depois de fazer greve todos os dias por três semanas, nós éramos um pequeno grupo de crianças que decidiram continuar a fazer isso toda sexta-feira. E nós fizemos e foi assim que o Fridays For Future (do inglês, Sextas para o Futuro) se formou”, descreveu.

    Nas publicações, ela lembra que as manifestações dispararam um gatilho que fez milhares de jovens de todo o mundo seguirem os passos dos suecos.

    A ativista avisou que seguirá protestando, ainda que não esteja mais na escola.

    “Nós, que podemos falar, temos o dever de fazê-lo. Para mudar tudo, nós precisamos de todos. Vou continuar a protestar nas sextas-feiras, mesmo que não seja mais tecnicamente uma ‘greve escolar’. Nós simplesmente não temos outra opção a não ser fazer tudo o que a gente pode. A luta apenas começou”, declarou Greta.

    Publicado por Flávio Ismerim